ssnfilho

Members
  • Content count

    504
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About ssnfilho

  • Rank
    Old Member
  • Birthday 02/26/1964

Contact Methods

  • ICQ
    0

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São João da Boa Vista - SP
  1. É verdade. Eles estão completando 50 anos de carreira, o que não é pouco, e a gente ainda sente que eles têm um prazer enorme em tocar, em estar no palco. A impressão que dá é que eles se divertem muito fazendo aquilo. E olha, ouvir o Odair ao vivo é uma coisa de doido. O som do cara é qualquer coisa de absurdo. Tá rolando um tópico aqui sobre virtuoses e acho que ele entra nesse rol.
  2. Fala, Dilson. Eu tenho e realmente é algo de outro mundo. O som deles é demais de bonito.
  3. É interessante essa coisa de ao vivo e estúdio. Assisti o Yamandú ao vivo, ano passado, e ele é simplesmente sensacional no palco. Toca (e soa muito bem ao vivo), conversa, conta histórias, tudo com extrema desenvoltura. As gravações dele são muito boas também. Semana passada, no Festival Assad aqui na província, assisti na mesma noite o Brazil Guitar Duo e o Duo Assad, inclusive tocando os quatro juntos. O Brazil Guitar é muito bom, mas depois de duas peças e um pequeno intervalo foi a vez dos Assad e aí a comparação é inevitável. Como o Dilson falou aí em cima, o Duo Assad no palco é de arrepiar. No sábado assisti o Trio Madeira Brasil, que em gravações é excelente, mas que ao vivo foi meio decepcionante. Confesso que fiquei até sonolento. Os caras tocam muito, mas não senti vibração, pelo menos até a primeira metade da apresentação. Na segunda metade teve a participação de Mestre Siqueira no cavaco e aí a coisa melhorou. Aliás, foi o som de cavaco mais bonito que já ouvi. Ele tem uma dinâmica fantástica.
  4. É verdade, Eugênio, vale sempre a pena assistir e ouvir ao vivo esses caras. Este ano os Assad farão uma participação no show do Romero. O que tem sido muito bacana na Semana Assad é o público. Desde a primeira edição que todas as apresentações estão lotadas, e olha que é um teatro de aproximadamente 700 lugares. Eu sinceramente fiquei surpreso com isso. Ano passado o Zanon tocou aqui e foi um prazer ouvi-lo ao vivo. Além de tocar muito, o cara é uma enciclopédia. Explicava as peças, falava sobre os autores etc. Foi um belo concerto. Tinha menos gente na platéia, mas muito em função do horário - 10 da manhã de um domingo.
  5. Segue o site com programação da 3ª Semana Assad. Este ano tem Romero Lubambo e Duo Siqueira Lima, além de um concurso de Choro e masterclasses. Ainda dá tempo de fazer inscrição (data limite é 10 de julho). http://www.semanaassad.com.br/
  6. Aí, pessoal. Pra quem gosta e tiver oportunidade de ir, vale muito a pena.
  7. Na verdade, Eugênio e Mário, é "ele" mesmo. O nome do cara é Ronie Moipolai e ele é de Botswana. Tem outros vídeos dele no youtube. Muito legal o jeito dele de tocar. https://www.youtube.com/watch?v=z9qmCXUeMUQ&list=RDFq0CXfiGjMw http://amateriadotempo.blogspot.com.br/2011/02/estranha-forma-de-tocar.html
  8. Trechinho do documentário o Milagre de Santa Luzia. Muito bonito esse vídeo. Uma pequena homenagem a esse cara fantástico, músico espetacular que é Dominguinhos.
  9. Ainda não ouvi esse cd. Amanhã tem Yamandu na Semana Assad, aqui em São João. Estarei lá
  10. Pra quem estiver por perto e se interessar: CONVIDADOS: - Quintet Assad (Duo Assad, Badi Assad, Clarice Assad e Carolina Assad); - Yamandu Costa; - Fábio Zanon; - Choro das Três (Corina Meyer Ferreira – Flauta; Lia Meyer Ferreira – Violão e; Elisa Meyer Ferreira – Bandolim); - Hamilton de Holanda - André Mehmari; - Grupo Pau Brasil (Nelson Ayres, Teco Cardoso, Paulo Bellinati e Ricardo Mosca). Também haverá oficinas e master classes para estudantes de música. ENTRADA FRANCA!!!Segue link para o site oficial, com as datas das apresentações. As datas das oficinas estarão disponíveis em breve. http://www.semanaassad.com.br/pt/home
  11. Ê, Mário, pra variar ficou muito bom!!!
  12. Olá, Carlos Eduardo e Mário. Acho que os fishman ainda são a melhor opção, em se tratando de custo benefício. Tem o Matrix Infinity http://www.fishman.com/products/view/matrix-infinity-1 , que é pouco invasivo, pois só precisa do furo para o jack, e tem controle de volume e tonalidade. Outra opção é usar um captador e um pré externo, como esse aqui http://www.fishman.com/products/view/pro-eq-platinum-preampeqdi . Também só necessita do furo para o jack. Esse tem a vantagem de ter uma série de controles para equalização, além de poder ser usado em outros instrumentos. O Matrix eu já experimentei e é muito bom, desde que a gente tenha em mente que o som que obteremos é som de violão com captador de rastilho. Se esperar um som parecido com acústico, esquece, é frustração na certa. Sobre o preço, acho que ficam um pouco mais que R$ 500,00, principalmente a segunda opção. Mas se querem algo com boa qualidade, é daí pra cima. Abraço!
  13. Eu tenho o AW2 da Korg, realmente é muito bom e a bateria dura muito. Também já testei o G-Strings, para android. Funciona direitinho, é bem preciso.
  14. ] Não é solo, mas... Raphael Rabello e Luiz Melodia, Cordas de Aço, do Cartola. Só poderia dar nisso. Maravilhoso!
  15. Badi ao vivo, agora, no Instrumental Sesc Brasil. http://www.livestrea...nstrumentalsesc