Xangô

Members
  • Content count

    62
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About Xangô

  • Rank
    Member
  • Birthday

Profile Information

  • Gender
    Male
  1. O exercício de harmonização com certeza seria excelente.. se eu tivesse a base do conhecimento de harmonização! rs Na verdade, teve uma época que dentro do estudo de harmonia, meu professor me passou um pouco de composição, acho que isso ajudaria se eu tivesse estudado mais e absorvido o assunto.. ele nos ensinou a tirar melodias de uma base harmônica.. acredito que harmonização seja simplesmente o processo contrário.. ainda tenho esses exercícios feitos, vou dar uma olhada pra ver se ajuda.. e sobre essa tal figuração melódica, onde posso encontrar algum material sobre isso?
  2. Olá Marcos! Antes do coma costumava fazer pesquisas no fórum.. inclusive você já me enviou um arranjo seu da música Brigas nunca mais,ficou demais.. tenho um livro do Raphael Rabello que acredito ser um trabalho seu também.. Então, já li algumas coisas sobre isso, mas nada que me esclarecesse muito.. tenho uma pequena noção sobre o assunto, eu acho.. as vezes escuto uma melodia e vou imaginando os baixos dos acordes, mas tenho um certo problema com as possibilidades.. inversões, maior ou menor, dissonâncias.. aí teria algo a ver com o tom, campo harmônico, escalas.. to quase no caminho? rs
  3. Olá amigos, Estou voltando a estudar depois de um "coma musical" de aproximadamente dois anos.. na época em que parei, estudava solfejo rítmico e melódico, exercícios de técnica, um pouco de harmonia e tirava algumas peças pra tocar.. mas mesmo tocando muito bem não me considerava um violonista por não "desenrolar" na hora de acompanhar alguém.. esse é meu desafio hoje, e vim pedir que me guiem nessa caminhada.. quais "matérias" tenho que estudar pra aprender a acompanhar/harmonizar uma melodia? Obrigado!
  4. Não mesmo Eugenio, esse estudo é só pra saber onde encontrar cada som, faço com silabação.
  5. dá trabalho mesmo hehehe. Eu tenho cantado as notas do braço todos os dias. Não faz milagres mas um dia fixa na cabeça..
  6. Entendeu mais ou menos eugenio.. quis dizer que ouvir o que se toca, ajuda a memorizar a localização do som no braço do instrumento. Por exemplo, ouvir uma melodia e de cara reproduzir o que foi escutado.
  7. Fui meio grosso mesmo Eugênio. Quis dizer que isso dá uma base pra saber em qual casa está o a nota (som) desejada.
  8. Tem o livro do Almir Chediak, Harmonia e Improvisação.. Sobre harmonia o livro fala muito bem, sobre improviso eu não vi nada que me interessasse.. Tem também o do Nelson Faria, Improvisação para todos os instrumentos, desse eu gostei bastante. Mas é só pra praticar, não ensina nada. Se tiver uma noção boa sobre escalas e campo harmônico vc aprende bem nesse livro.
  9. E ouvir o que sai do violão também dá a base da percepção, certo?
  10. Tem vídeos raros e não divide conosco? que egoísta de sua parte! hahahaha muito boa a gravação, linda intro. Parabéns!
  11. Fala Adriano! Mas essas duas partes pode se estudar e separado. Primeiro decora a peça, deixa automática na mão. Depois estuda a parte técnica, bem devagar, repetindo as passagens difíceis. Mas a pergunta final foi: Ouvindo o que sai do violão ou apenas ouvindo interiormente?
  12. É bem estranho, mas penso que seja válido.. Meu professor diz que quando é uma peça difícil, ele toca vendo televisão, pra automatizar. Como é um processo automático, não há necessidade de muita concentração na hora de executar.. Mas na hora de apresentar, com o nervosismo e tudo mais (pra quem ainda sente essas coisas) como vocês se concentram? Ouvindo o que sai do violão ou apenas ouvindo interiormente?
  13. Abeto ou Cedro Canadense? (ambos com laterais em Louro-preto)
  14. Bom, como não fechou uma turma na faculdade, por enquanto to sem obrigações.. e to aproveitando esse tempo pra estudar bastante. Ontem tirei sons de carrilhões, fácil.. hoje tirei Malandro Descendo o Morro, um jongo do João dos Santos, e amanhã pretendo tirar Interrogando, do Pernambuco.. o problema é manter na mão todas as músicas que eu tiro.. tenho que fazer uma lista com os nomes pra não esquecer de nenhum
  15. Então Eugenio, eu to nessa parte repetitiva aí.. o que to fazendo é tocar o campo harmônico todos os dias. cantar as notas dos acordes e sentir as funções.. isso é melhor fazer sozinho né.. mais alguma coisa além disso ajudaria?