Dr.Pacheco

Members
  • Content count

    198
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Dr.Pacheco

  1. Ontem, tava vendo uns vídeos do youtube, quando me deparei com um sobre a instalação de um captador da LRBaggs. Ao restaurar o instrumento o rastilho colocado não é de osso, é de um material sintético chamado Graphtech. Fiquei curioso e fui procurar o site da empresa que produz. Vejam o texto informativo do site do produto: "O Graph Tech TUSQ transmite as frequências certas das cordas para a guitarra, produzindo um timbre rico e encorpado. Músicos e Luthiers concordam: violões, guitarras e baixos ganham vida com TUSQ, o Marfin Sintético da Graph Tech. É o produto mais eficiente na transmissão de vibrações para o o corpo de sua guitarra/contrabaixo ou tampo de seu violão, resultando em graves amplos e agudos cristalinos. Pestanas e rastilhos de osso tem um um problema natural, têm pontos macios ou ocos, devido à granularidade do material. As pestanas, rastilhos e pinos da Graph Tech TUSQ são fabricados sob alta pressão e calor, com precisão de engenharia, com projeto específico para filtrar quais frequências devem ser transferidas corpo de sua guitarra/contrabaixo ou tampo de seu violão (timbre), e quais frequências permanecerão nas cordas (sustain). O Graph Tech TUSQ é uniforme peça por peça, para oferecer timbres ricos em harmônicos, sem os problemas associados aos materiais orgânicos." Link do site: http://www.graphtechbrasil.com.br/index.html Fiquei curioso, pensei em comprar um para comprar com o rastilho de osso do meu violão. Na hora que vi o preço, desisti. $40,00 "conto" no treco, ai não. Não sabia nada sobre esse produto, para mim, rastilho ou era plástico ou era osso. Alguém já testou o material? Existe muita diferença para o osso?
  2. Já era, privacidade hoje em dia é utopia. Ainda mais que todo mundo usa computador com windows e, especialmente, celulares com Android. Já parou para ler os requisitos e os termos que tem, tanto o sistema, quanto os app's? Você se surpreenderá! Tem um trecho da matéria, em que se fala em coleta de dados de uma marca de brinquedos eróticos! Pelo que entendi, ele pode ser controlado pelo celular, daí a possibilidade de se criar um perfil do usuário(a). Aquele "maluquinho" do John McAfee falou certa vez, "informação é o novo dinheiro". As empresas tem feito de tudo para vender informação, olhem as polêmicas que o windows 10 vem se envolvendo. Obs: para quem não se lembra quem é o John McAfee, é o ricaço dono da empresa, uma das pioneiras, de antivírus que leva seu sobrenome, McAfee. Já se envolveu em várias polêmicas e, certa vez, chegou a cogitar, na última eleição, a candidatura a presidência dos Estados Unidos.
  3. Por falar em Bose, olhe o que a empresa está aprontando! Link: http://fortune.com/2017/04/19/bose-headphones-privacy/ Agora, até fone de ouvido tá coletando e enviando dados do utilizador! Tá danado!
  4. Os dois me pareceram interessantes. Acho que essa questão de capitação tem evoluído bastante. Mas a gente sabe, nunca vai ser perfeito! Esse produtos de áudio com "i" não são os dispositivos para Mac e Iphone? Se for, esses costumam custar uma boa grana, seja aqui no Brasil, seja importando.
  5. [ARROBA]Dilson Eu vou virar luthier e abrir uma oficina só para vender instrumentos para você. Vou ficar rico! Nunca tinha visto esse instrumento. Achei bem interessante.
  6. A técnica do Nelson de usar só o p, i e m em acordes, na grande maioria do tempo, era bem interessante. Alguém sabe o motivo disso?
  7. Pessoal, estou vendendo meu Sennheiser HD 202 II. Tá novo! Usei ele no máximo umas 10 vezes. Acompanha dois componentes que já vem na caixa, um plug p10 e uma pecinha de plástico para enrolar o fio (que é longo, 3 metros) e, claro, o fone vai na caixa original. A peça de enrolar o fio é essa da foto: http://www.mundodofone.com.br/wp-content/uploads/O-Fone-Sennheiser-HD202-–-Um-dos-Melhores-Custo-Benefício-da-Marca2.jpg Ótimo fone para quem precisa de boas respostas nos graves, os agudos também tem boa resposta. Preço: $150,00. Frete por conta do comprador. Quem se interessar me envie uma mensagem privada (MP). Tenho fotos do fone para quem quiser. [ARROBA]Eugenio se a postagem não for apropriada, sinta-se a vontade para removê-la.
  8. Bacana, [ARROBA]CarlosEdu. Agora que a música tá na mão, falta dar uma aceleradinha. As frases ficam meio sem vida em ritmo mais lento. Elas ainda são bonitas, mas perdem o vigor que é tão característico do arranjo do Baden. De qualquer forma, tocar qualquer coisa do Baden é pedreira. Esse violão é um Yamaha? Qual o modelo?
  9. Muito bom, [ARROBA]rods Será que vai tudo para o youtube? Pelo que pude ver, rapidamente, é uma música e um bate-papo rapidinho introduzindo o convidado. Bem legal!
  10. Esse disco que o [ARROBA]Eugenio citou é bem interessante. Gosto bastante dele. Todas as músicas fazem algum tipo de referência ao violão. Na verdade, o disco é uma homenagem ao violão. O trio que faz o disco é: Dorina, Cláudio Jorge e Carlinhos 7 Cordas. As músicas presentes no disco são: 1) samba do irajá; 2) violão vadio; 3) zuela de oxum; 4) notável amiga; 5) seja sambista também; 6) meu violão, meu veleiro; 7) tudo se transformou; 8) de qualquer maneira; 9) cordas de aço; 10) violão amigo; 11) meu violão; 12) amanhã ninguém sabe. Altamente recomendado!
  11. Esse canal do Nelson, Um café lá em casa, tá muito bom!
  12. Dilson, Não lembro de arranjo publicado para violão. Mas, o pessoal do jazz, toca muito essa música. As vezes você tira uma dessas versões "na orelha". O último disco, de violão, com coisas do Tom Jobim que me lembro, é aquele do Arthur Nestrovski "Jobim Violão". Só que ele não tem Chovendo na Roseira.
  13. @roger l bieberbach filho acabei de olhar na caixa do meu. O importador oficial é a Harman Brasil. O site deles tá temporariamente fora do ar: http://harmandobrasil.com.br/ Normalmente, quando vou comprar coisas desse tipo, procuro o site do importador e vejo as lojas que eles distribuem os produtos. Porque? todo produto importado tem que conter uma etiqueta com os dados do importador. Se não tiver, já é um detalhe importante para ficar desconfiado. Tem dois sites que comprei coisas de áudio e são confiáveis, não estou fazendo propaganda hahaha, apenas dando exemplos. Ou seja, usei a forma que mencionei, entrei no site do importador e procurei sites em que vendem produtos recebidos do importador oficial. Seguem os links: http://www.famasom.com.br/ http://www.quantastore.com.br/ O único "porém", é que esses sites, normalmente, estão com preços um pouquinho acima do mercado, digamos, normal.
  14. Fala pessoal! Tudo bem? Seguinte, o violão velhinho de guerra que tenho possui uma capa muito ruim. Dessas que vem com o instrumento. Tem umas que são, um tipo de imitação, de couro e outras de lona. A que tenho é de lona. Porém, com o movimento constante de pessoas que tem ficado no meu quarto, onde o violão fica, ando meio preocupado com a sua segurança (e aqui tem que ficar esperto ). Qualquer coisa que passar perto do violão, com essa capa que ele tem, vai fazer um estrago. Mesmo não sendo um violão de valor, a gente nunca quer ver o instrumento danificado. Afinal, é ele quem nos proporciona boas horas de distração, embora, na maior parte do tempo eu o maltrato com a música sendo mal feita hahahahaha. Então, tenho pensando em adquirir uma proteção melhor para ele. Ainda mais, que ando ficando meio ausente de casa por um tempo grande. Enfim, alguém tem alguma marca e modelo para me indicar? De preferência que possa adquirir em terras brasileiras mesmo. Pode ser uma capa mesmo, desde que proporcione uma proteção razoável. Obs: a minha dúvida principal era se valia a pena comprar um case, apenas para casa, não é muito exagerado (tanto no preço como na praticidade) já que o case é grande, pesado e bem mais caro. Se não estou enganado a maior parte desses cases começa na faixa dos 3,5/4 kg. Valeu
  15. @Sapopemba vou dar uma olhada. O danado da Solid Sound é que as imagens que tem no site deles, sempre, são horríveis. Não dá pra ver nada direito. No caso, também nao sairei de casa. Só preciso de algo que proteja melhor que a capinha que ele tem. @Dilson também não tenho facebook, mas na postagem inicial da página deles tem um contato, vou reproduzir aqui: 0xx11 25243744/25090732/ watss 991116758 Se quiser olhar direto na página deles, na primeira postagem basta clicar em "ver mais": https://pt-br.facebook.com/AMS-Custom-Cases-399328840121400/
  16. @Dilson achei muito parecida com aquela da akg, Inclusive no som. E "cê" resolveu o que da viola de 7 cordas? Pegou um irmãos cavalho?
  17. Se o acessório tá impedindo o contato do rastilho com o cavalete, com certeza depois de removê-lo você vai ter uma melhora sonora. Agora, leve a um luthier que entenda de capitação para te aconselhar melhor.
  18. @rbpaiva o problema do PortaPro é o preço. Hoje em dia você acha o AKG 414p por $120-130. Já o PortaPro, não se acha por menos de $370-400. Agora, o AKG, com o tempo ele vai amaciando. O meu já deu uma melhorada enorme. O problema é que a haste é dupla e ele demora bastante a começar a ceder ao seu tipo de uso. @Eugenio todas as vezes em que fui olhar fone para comprar, procurei os sem feio. Mas, fones com a mesma qualidade dos que tenho sem feio, são bem mais que o dobro. Um fone na mesma qualidade que o Edifier H840, sem fio sai, mais ou menos, $600 contos. Ai fica difícil.
  19. Ah, @roger l bieberbach filho, já ia me esquecendo. Se for ficar com o AKG 414p, cuidado com as falsificações! É um dos fones mais falsificados que se vê aqui no Brasil. Uma coisa fundamental que a caixa do produto deve conter é o selo do importador, com todos os dados do mesmo, um adeviso, tipo fita crepe, selando as duas laterais da caixa.
  20. @rbpaiva e @roger l bieberbach filho Atualmente tenho três fones, cada um para uma finalidade. Um Sennheiser HD202, um AKG 414p e um Edifier H840. Vou dar uma rápida passada em cada um deles. Lembrando que todos custam menos que $200,00. O uso que faço deles é: Sennheiser HD202, uso ligado no amplificador do baixo, para não incomodar o pessoal, ou quando o ligo o baixo no pc em linha para gravar ou tocar em tempo real com efeitos e esses tipos de coisas; AKG 414p, gosto de usá-lo quando vou viajar ou estou em um lugar que precise de um fone discreto; Edifier H840, é meu fone de uso diário. Seja escutando música, seja mexendo no computador, celular etc. Obs: minhas impressões são com muitos estilos musicais, no dia-a-dia escuto de tudo, de Debussy à Guthrie Govan. Vamos a um micro-review: Sennheiser HD202: É um fone todo em plástico, sempre me pareceu frágil. Bom som, bem puxado para o grave. Não é totalmente confortável, mas não chega a incomodar. A regulagem dele é diferente de muitos que já vi, você regula, praticamente, só as posições e alturas dos pads, e não a haste como normalmente se vê por ai. O fio é longo, 3 M, mas o fone vem com uma pecinha para enrolar ao fio, é uma mão na roda. Entre os três que tenho, ele apresenta o melhor isolamento a ruídos externos. AKG 414p: Fone pequeno e muito fácil de carregar. Vem com uma bolsinha de pano para quando for transportá-lo. Quando fechado, cabe na palma da mão. O som também é, ligeiramente puxado para o grave, menos que o Sennheiser HD202. Se usado por muitas horas, quando novo, pode gerar desconforto, pois ele precisa "amaciar" com o tempo de uso, já que a hasta é dupla e de metal. Embora seja puxado para o grave, acho ligeiramente mais equilibrado que o Sennheiser HD202. É um fone para quem busca praticidade. Quanto ao isolamento de ruídos, é bem pequeno, até pelo tamanho do fone e pelo modelo diferente, comparado com o Edifier H 840 e o Sennheiser HD202. Edifier H840: dos três é o que mais gosto. Confortável, som bem equilibrado e a construção é muito boa. A haste, o fio e os pads parecem ser bem resistentes. Tem, mais ou menos, 8 meses de uso e não apresentou nenhum tipo de desgaste. Muita coisa que escuto com ele se sai bem, talvez, quem goste de enfase em frequências mais graves não se interesse por ele. Porém, quem busca uma maior neutralidade sonora, como eu, vai gostar deste modelo. Fazendo uma super-síntese: Sennheiser = som grave, bom isolamento a ruídos, aparência frágil; AKG = muito prático, mais puxado para o grave, mas não chega a ser neutro, a haste as vezes faz muita pressão nas orelhas nos primeiros usos; Edifier = som equilibrado, isolamento menor que o do Sennheiser, mas para ambientes que não são muito barulhentos dá conta do recado, construção muito boa para a faixa de preço. Enfim, acho todos os fones com bom custo-benefício. Todos, como disse no início do post, são em torno de $120,00 e $180,00. A media do AKG 414p é entre $120 e $140; do Sennheiser HD202 entre $130 e $150 e do Edifier H840 entre $140 e $180. Se não quer gastar muita grana em fones profissionais e ainda quer um som com qualidade, esses são boas opões. Se quer gastar, ainda menos, tem um modelo da Edifier, parecido com o AKG, que saiu em media por $80. Qualquer dúvida, basta perguntar.
  21. @Eugenio, depois do seu relato, e de outras pessoas conhecidas, tenho pensado seriamente em assinar o Spotify. Andei usando a versão free, cheia de propagandas, no celular. Achei até razoável. Embora, algumas coisas que goste de escutar não achei, como o The Greyboy allstars.
  22. @Dilson, afinal, o que você resolveu em relação ao violão? Fiquei curioso!
  23. O natal eu perdi. Mas ao ano novo, muita música, alegria e coisas boas a todo mundo!
  24. Dilson, demorou mais veio! Tava na correria aqui, nem tive tempo de upar as fotos. O modelo em questão é um TS 4, tampo de cedro, Os detalhes são muito pequeninos, nem dá para ver direito, são só algumas rebarbinhas de cortes e uns defeitos na madeira, na parte, como havia dito, da boca do violão.
  25. Esses serviços de streaming, em relação a custo x benefício, valem muito a pena. O que me incomoda, ainda, é a falta de qualidade das músicas oferecidas. Até os mp3 em 320k são de qualidade ruim. Isso se percebe quem tem um fone, não precisa ser de extrema qualidade (um H840 da Edifier ou um HD202 da Sennnheiser já deixam isso muito claro!). Aqui o Spotify sai a uns 17 e poucos contos (ou seja, 200 reais por ano). Se pensar na portabilidade etc. vale realmente a pena. Eu só não assino esse tipo de serviço, ainda, porque os que oferecem áudio de qualidade maior não tem tanta coisa quanto o Spotify. Enfim, esses serviços de streaming, como música e vídeo, são, realmente, uma mão na roda. Tira o problema de armazenamento, embora hd's e dispositivos de armazenamento de alta capacidade tenham ficado cada vez mais baratos, e da portabilidade. Outro fator, para os violonistas, é que tem aparecido bastante material, dos clássicos para violão, nesses serviços. Eu, reafirmo, ainda esbarro na qualidade. Não é questão de medir a qualidade (flac, mp3 etc.) nem nada, é que ao escutar sempre fico com a impressão de que podia ser melhor. Obs: tem uns meses que não entro em nenhum desses serviços. Pode ser que tenham melhorado bem a qualidade. Alguém que usa notou diferença nos últimos tempos?