moises

Members
  • Content count

    450
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About moises

  • Rank
    Old Member

Contact Methods

  • ICQ
    0

Profile Information

  • Gender
    Male
  1. Pessoal, quanto tempo! Andei muito sumido, estou morando numa cidade do Amazonas e a internet aqui é um desafio. Estarei viagem ao RS, SP e RJ. Estou super a fim de experimentar violões. Se possível, eu queria conhecer os nomes famosos: Abreu, Arone, Tessarim entre outros. Onde vou? Alguém sugere?
  2. Caramba Marcos! Você é um baita arranjador! Como é que você consegue?!! Nice!
  3. Achei salgado...Acima dos 400..
  4. Antônio, VS são feitas à mão, em Sorocaba, certo? Ele tem perfil no facebook e disponibiliza os modelos por e-mail.
  5. Sempre observo minha mão esquerda, mas gosto muito, também, de ver a minha mão direita, se repito dedos, se certa parte é tão tensa que, meu dedo mínimo se separa dos outros ou estica e dobra. São verdadeiros termômetros.
  6. Obrigado.
  7. kkkkk. O Eugênio manda ver mesmo! Sabe que, resolvi postar com a "cabeça", porque me ajuda a ver as caretas que eu faço..hehe. Mas também o vídeo é legal porque outros dão pitacos, e isso contribui muito para a maneira de tocar.
  8. Que legal! Sempre ouço falar muito bem dos Arones, e que, a tocabilidade dele é superior aos Abreus. Vina, você saberia (e poderia) informar os preços praticados pelo Arone? Se achar inconveniente entenderei.
  9. kkkkkkkkkk. Nunca toquei.
  10. Estudio de Velocidad, do Tárrega, para a mão esquerda; Em geral, Recuerdos e outros trêmolos delatam a técnica da pessoa, que, quando não fica claro, parece que a pessoa raspa o dedo sobre a corda, ou que só se dá bem na 1a corda ou que apenas 2 dedos tocam a corda. Se houver problemas na digitação, por exemplo, a mão direita tem muita participação, pois não está em sincronia com a outra.
  11. Clássico ou popular? Clássico tem o Paulo Inda, RS, popular lembro do Salomão Habib.
  12. Exatamente. Ele não tentou ser um ícone do jazz naquele momento, apenas parecia uma criança com um brinquedo novo, se divertindo à beça.
  13. E ainda na fila do Abreu, Vina?
  14. Endosso o que disse o Marcos, a acentuação está excelente, acho difícil fazer melhor. A única impressão que tive é que as notas da voz principal estão durando um pouquinho a mais do que o tempo proposto na partitura, talvez pela acentuação..rsrs. Mas gostei Vina. Aliás, você deveria postar uns vídeos pra nós!
  15. Braço o mais estreito possível, nem que fique só a madeira da escala...rsrs. Cordas baixas. Se as cordas tivessem um pouquinho de espaçamento entre si seria ótimo. Se houvesse um sistema onde as cordas sentido 1-6 fossesm em ângulo crescente, seria ótimo pra mim. O meu anular é menor que os outros dedos.