Jump to content
Sign in to follow this  
Dilson

Violão 7 cordas de Fábrica

Recommended Posts

Dilson    0

Pessoal,

Estou pensando em começar a estudar o violão 7, porém como não sei se vou curtir tanto assim, queria investir em algo com bom custo benefício.

Pensei em algum violão de Fábrica que não tenha som de lata..rss

Qual marca e modelo vocês indicam?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dr.Pacheco    0

Pessoal,

Estou pensando em começar a estudar o violão 7, porém como não sei se vou curtir tanto assim, queria investir em algo com bom custo benefício.

Pensei em algum violão de Fábrica que não tenha som de lata..rss

Qual marca e modelo vocês indicam?

Nunca toquei em nenhum 7 cordas de fábrica, porém, a um tempo atrás andei ouvindo bem sobre os modelos da Rozini. A Giannini e DiGiorgio também tem modelos de 7. Só não acho que valha a pena pagar $1.000 ou em alguns casos, $2.000. nesses instrumentos. Dentres esses, pelo menos que me lembre, o Rozini continua sendo o mais barato.

Agora, em último caso, se testar e não gostar desses modelos de fábrica, veja quanto fica um modelo TS dos Irmãos Carvalho. Se não em engano, ela sai pouca coisa mais cara que a linha de 6 cordas (chutando, deve sair uns $1,800, $2.000 um sete cordas deles). Nesse caso, não gostanto de tocar o instrumento vai ser, acredito eu, mais fácil de vender e a sonoridade vai ser infinitamente melhor. Já toquei em toda a linha de violões TS deles, apenas de 6 cordas, e me impressionou. Estou pesando, seriamente, em adquirir um TS 6 ou um TS 5.

Se interessar, dê uma olhada no site: http://irmaoscarvalho.com.br/

Edited by Dr.Pacheco

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dilson    0

Meu medo é investir e não me adaptar ao 7 cordas...rsss

Ainda tô pensando.

Para aqueles que tem 7 cordas, como foi a adaptação?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eugenio    0

A adaptação é fácil, o chato é a falta de repertório se você quer tocar solo.

Se a idéia é tocar choro em roda e fazer baixarias, aí você tem mais material.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dr.Pacheco    0

Meu medo é investir e não me adaptar ao 7 cordas...rsss

Ainda tô pensando.

Para aqueles que tem 7 cordas, como foi a adaptação?

Uai, então o negócio é testar. Vá em uma loja e toque nos 7 de fábrica e veja o que acha. Os da Rozini você encontra, mais ou menos, na faixa de $650-800 reais. Se não me engano os da Giannini e DiGiorgio estão todos acima dos 1.000. Agora, nunca escutei falarem bem dos instrumentos de 7 da Giannini.

Embora não tenha um 7, tive a oportunidade de tocar muitas vezes e por um tempo muito razoável. Eu achei a adaptação bem tranquila, já até pensei, várias vezes, em comprar um para mim. Mas, sempre me esbarro no que foi dito pelo Eugenio, a falta de repertório específico para 7 cordas solo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dr.Pacheco    0

Pacheco,

essa linha TS, como é a questão de acabamento, colocação de trastes, tocabilidade, etc .

Dilson, até um tempo atrás, tinha tocado em apenas um modelo deles, um TS1. Com o tempo fui tendo a oportunidade de testar do TS1 ao TS6, todos de 6 cordas, ou seja, a linha toda de violões. Se não me falha a memória, toquei em 6 violões diferentes da linha TS. Os modelos variam entre cedro e pinho no tampo e louro preto e jacaranda indiano (lembrando que as laterais e o fundo são de madeira prensada, em um método desenvolvido por eles), a escala em todos os modelos é pau-ferro.

O quesito pior é o acabamento. Porém, pelo preço e pela qualidade, é um custo x benefício imbatível. Você não acha, nem de longe, instrumento de fábrica (de náilon) com a qualidade do instrumento deles. Não estou falando que você verá rebarbas de madeira e verniz mal aplicado. Apenas é um acabamento simples, condizente com a faixa de preço dos instrumentos. O verniz, em todos os modelos, é PU fosco. No corpo todo, incluindo o tampo.

O único defeito que vi, no acabamento, foi no cavalete. Três modelos, um TS 3 e um TS 4 e um TS 1 tinham alguns pequenos defeitos na madeira, mais era coisa da própria madeira e não problema de construção. Ou seja, era defeito estético da peça, não da fabricação. E, o mesmo TS 3 com esse problema, também tinha umas, poucas, rebarbinhas de madeira na parte interna da boca (esse violão é de um amigo meu, vou ver se ele me passa a foto hoje, assim fica mais fácil você entender).

Uma curiosidade em relação ao som. Todos os modelos que toquei, incluindo os de pinho, tinham uma potência impressionante nos baixos. Uma coisa importante, cada vez mais difícil em instrumentos de fábrica, é a afinação que é boa ao longo de toda a escala. Em geral, o som é bastante equilibrado e a projeção não é nada ruim para essa faixa de preço. A tocabilidade achei "normal", ou seja, não é desconfortável nem a maior facilidade do mundo. Nesse caso, a questão maior é o gosto do violonista, é uma coisa muito pessoal.

Tirando o acabamento, que é bem simples, o resto da construção eu achei muito boa. É como todo violão bem feito, escala, trates bem colocados, cavalete bem colado etc. O formato do braço é em D, para mim, podia ser um pouco mais fino. Sou acostumado com o braço do meu DiGiorgio que é uma finura só, o meio dele é reto, enquanto o meio dos Irmãos Carvalho é ligeiramente arredondado.

Caso queira captação, basta entrar em contato e eles fazem a instalação. Não tive a oportunidade de tocar em nenhum plugado.

O único ponto, realmente, negativo que vi, foi a capa que vem junto com os violões. É uma capinha dessas de 20 conto, muito estranha e que não protege nada o violão. Provavelmente, essa opção feita por eles, é para não encarecer o instrumento.

Em relação as medidas, tem no site, mas só as de violões de 6. É só entrar lá e conferir.

Em síntese, quem é estudante ou não pode comprar um instrumento de alto valor, essa serie é uma excelente pedida. Ou, no seu caso, quer um instrumento com baixo custo, é, sim, uma pedida muito boa. Eu mesmo, que estou sempre duro, só consigo um violão nessa faixa de preço :24:

Enfim, o texto foi grande, vai dar preguiça de ler, mas espero ter ajudado. Obviamente, é apenas a minha opinião, baseada na experiência que tive ao tocar esses instrumentos. Infelizmente, nunca toquei em um de 7 deles. Consegui tirar todas as suas dúvidas?

P.S: você tá com sorte. Meu amigo ficou de me mandar a foto mais tarde. Vou ver se consigo postar aqui amanhã.

Edited by Dr.Pacheco

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dilson    0

Pacheco, excelente o resumo, a questão mesmo para mim é baratear na mão de obra, tipo trastes mal colocados, etc.... que são coisas que comprometem a tocabilidade. Isso para mim é que é grave, o que vc falou tá dentro do esperado para um violão desse valor.

obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eugenio    0

Caramba, excelente resumo. Os baixos potentes me fizeram pensar no equilíbrio, tem violões cujos baixos falam muito mais alto do que as primas.

Em certos casos a gente precisa fazer uma mescla de cordas diferentes pra tentar equilibrar melhor o som do instrumento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×