Jump to content
Sign in to follow this  
Dilson

Eterno Problema da corda sol

Recommended Posts

Eugenio    0
On 6/27/2017 at 2:26 PM, Dr.Pacheco said:

Como assim? Ela era revestida tipo a sobressalente que vem nas cordas da D'addario? Mas, no caso da D'addario é a Ré, né?

Não era sobressalente, era uma corda principal mesmo.

A sobressalente da D'Addario é uma corda sol de carbono, não lembro de ser revestida.

 

On 7/1/2017 at 6:50 PM, Dr.Pacheco said:

Posso estar enganado, mas minhas impressões sempre me levaram para o seguinte caminho: cordas que tem muito brilho, como característica principal, tem tendência a durar mais. Usei D'addario por um tempo, as cordas duravam uma eternidade. Mas o som me incomodava e, o brilho excessivo, ainda mais.

Agora, todas as vezes que usei Augustine, achei que a duração dos baixos não era das melhores. Como ando sem grana pra importar codas, tenho usado apenas Giannini :frusty: que eu me lembre, a duração delas nunca foi das melhores. Se me lembro bem, tocando umas 2 horas por dia, eles, os bordões, iam embora em menos de três semanas. Já as primas, como na grande maioria das marcas, duram bem mais. Alias, até as primas da Giannini, que tem som ruim, tem boa durabilidade. Eu diria que, se valesse a pena comprar baixos separados, eu trocaria os baixos três vezes para cada prima.

Eu acabei optando pela D'Addario pelo conjunto.  São cordas mais pra som neutro do que as outras.

Eu gosto também da durabilidade, pois eu acho trocar corda uma coisa altamente sacal.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dilson    0

Isso que me afasta da D'Addario, o som é neutro demais para o meu gosto.

Experimentei as Savarez Corum, apesar de durarem achei as primas muito agudas.

Ainda não achei nenhuma que se comparasse às Augustines na questão das primas cantantes.

Quais marcas se aproximam das Augustines nesse quesito com maior durabilidade?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eugenio    0

Hannbach tem um som bonito mas são mais caras do que a média e os baixos se acabam rapidamente. As primas têm boa durabilidade.

Pra quem gosta de cordas com muito brilho, eu sugiro Galli. A durabilidade é mediana.

A D'Addario tem uma série de primas com o nome de T2 Titanium, têm brilho e duram pra sempre. Eu uso no violão de cedro.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

O encordoamento do Guinga também vem com  a sol encapada. Vi um jogo aqui no Rio.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Eugenio    0
3 hours ago, Anna Luisa Braga said:

O encordoamento do Guinga também vem com  a sol encapada. Vi um jogo aqui no Rio.

Sabe dizer qual é a marca?

 

4 hours ago, Dilson said:

Meu receio, essas titanium não estragam o violão com o tempo não?

Não, de jeito nenhum. São nylon com algum tipo de liga especial, mas nada abrasivo.

Elas geralmente tem um cor ligeiramente violeta. Talvez seja só corante. :risadinha:

Não acho que tem titânio nem nada parecido, é só o nome comercial mesmo.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dr.Pacheco    0

[ARROBA]Eugenio As cordas do Guinga são uma serie assinada por ele da Giannini, já tem alguns anos que elas estão no mercado. Nunca testei, mas o preço é o mesmo das outras series, como a "clássico", a "MPB" etc.

[ARROBA]Dilson Nunca ouvi que essas cordas possam fazer mal ao violão. Por outro lado, são matérias novos e pouco testados. Mas, ao que tudo indica, não fazem mal aos instrumentos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Dilson    0

Tinha ouvido algum comentário a esse respeito, agora fiquei na dúvida se era carbono ou titanium...rsss

Qual tensão que vc usa Eugênio?

Sempre usei hard.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×