Jump to content


Photo

Violão Greg Byers


  • Please log in to reply
81 replies to this topic

#71 Orlando

Orlando

    Old Member

  • Members
  • PipPipPipPip
  • 532 posts
  • Gender:Male
  • Location:Fortaleza - Ce

Posted 25 March 2012 - 11:31 AM

:cold: Eu pergunto aos mais experientes: o que é exatamente que o violonista quer que um violão apresente? Será que ele sabe explicar claramente o que deseja de um violão? E o luthier sabe o que deve fazer para atender as espectativas do violonista? Minha resposta seria: acho que não, para as duas últimas perguntas. :no:

#72 Wallace

Wallace

    Member

  • Members
  • Pip
  • 75 posts
  • Gender:Male
  • Location:BRASÍLIA

Posted 25 March 2012 - 12:20 PM

:cold: Eu pergunto aos mais experientes: o que é exatamente que o violonista quer que um violão apresente? Será que ele sabe explicar claramente o que deseja de um violão? E o luthier sabe o que deve fazer para atender as espectativas do violonista? Minha resposta seria: acho que não, para as duas últimas perguntas. :no:


Engraçado, Orlando, porque também penso parecido.
Obviamente meu conhecimento é parco, mas acho algumas abstrações fatores muito complicadores na hora de responder a sua segunda pergunta. Adjetivos como cremoso, colorido, brilhante, doce e etc. fazem confundir os sentidos. Será que não haveria adjetivos relacionados à audição para se descrever o que se pretende de um som? Entender som com adjetivos vinculados à visão, ao tato e ao paladar é difícil pra caramba para mim! Realmente sou bem limitado! Daqui a pouco vão querer inventar um cheiro pro som!
O bom de ter estudado pouco é que eu posso me dar o direito de não entender essas coisas!

Edited by Wallace, 25 March 2012 - 12:21 PM.


#73 ZANETTI

ZANETTI

    Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 303 posts
  • Gender:Male
  • Location:Curitiba-Pr
  • Interests:Sergio Abreu 2011
    Wolf Schmidt 7 cordas Torres 2011

Posted 26 March 2012 - 04:32 PM

:41: Wallace sua citação é verdadeira, no entanto eu acho que esse pensamento restringe-se apenas a alguns membros dos talibãs influenciados por um retrógrado, que não aceita inovações nesse intrumento musical chamado violão e que "arrota" uma experiência de quase meio século na construção de violões, embora sejam raros os usuários de seus violões. Não vejo mérito nenhum no luthier que busca desesperadamente o violão dos seus sonhos e credito todo mérito ao luthier que desenvolva um violão que atenda todas as exigencias e expectativas do violonista que o encomendou. :worshippy:


Este ´" retrógado "a que vc se refere tem o direito de dar opiniões no forum e se ele gosta tão somente do violão tradicional de abeto e goma-laca, devemos respeitar a opinião dele....
Já ouvi comentário de concertistas sobre a excelência de seu violão!

#74 Orlando

Orlando

    Old Member

  • Members
  • PipPipPipPip
  • 532 posts
  • Gender:Male
  • Location:Fortaleza - Ce

Posted 27 March 2012 - 09:20 AM

:cold: Zanetti, eu sempre respeito a opinião de quem quer que seja e repudio quem procede de maneira diferente. Porém respeitar uma opinião é bem diferente de acatá-la como sendo a última palavra sobre o assunto e proferida pelo sábio-mor, coisa que também não é. :cheers:

#75 Marcos Sousa

Marcos Sousa

    Member

  • Administrators
  • PipPip
  • 189 posts
  • Gender:Male

Posted 30 March 2012 - 04:18 PM

E esse assunto revela outro entrave na luteria brasuca. Hoje é fácil ouvir o que os violonistas de todos os cantos do mundo tocam por causa do MP3, Youtube, CDs fáceis de importar, etc, mas o mesmo não se aplica aos violões, cujo custo é alto e não podem ser virtualizados. Enfim, o número de pessoas que tocam no Brasil e tiveram a oportunidade de experimentar violões feitos no exterior é pequeno, o que não permite ver muito contraste e deixa o mercado brasileiro ainda bastante isolado.


Pois é, pena que não tem nenhum local/evento que permita experimentar vários importados.

Eugenio, quando você falou "escala abaulada" alguns posts acima, isso é o que os guitarristas chamam de escala "escalopada"? Você acha que esse abaulamento melhora a tocabilidade de forma geral, ou só os vibratos?

#76 Guto

Guto

    Veteran

  • Moderators
  • 3,291 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo

Posted 30 March 2012 - 05:01 PM

Escalopada é diferente de abaulada.

Escalopada é isso:
Posted Image

Abaulada é isso:
Posted Image

Esse desenho é de guitarra, de violão clássico é bem mais suave que isso.

#77 Eugenio

Eugenio

    Veteran

  • Moderators
  • 8,437 posts
  • Gender:Male
  • Location:NY

Posted 30 March 2012 - 06:56 PM

Marcos, o Guto não podia ter explicado melhor. Escalas abauladas ou escalopadas podem não funcionar pra todo mundo, tem gente que vai preferir a escala reta e o braço gorducho, mas eu considero esses recursos parecidos com acessórios de carro, tipo direção hidráulica e vidro elétrico, facilitam as coisas e aumentam o nível de conforto.

Guitarristas precisam de muito estudo de técnica pra tocar naquelas velocidades absurdas, mas se eles tivessem que tocar em escala de violão clássico, a vida deles seria ainda mais difícil. Eu considero o violão, nesse sentido, um instrumento ainda meio atrasado, mas quando a gente diz essas coisas, tem muitos que dão de ombros e outros tantos que ficam rangendo os dentes de raiva. :raiva:

#78 Eugenio

Eugenio

    Veteran

  • Moderators
  • 8,437 posts
  • Gender:Male
  • Location:NY

Posted 30 March 2012 - 06:59 PM

Engraçado, Orlando, porque também penso parecido.
Obviamente meu conhecimento é parco, mas acho algumas abstrações fatores muito complicadores na hora de responder a sua segunda pergunta. Adjetivos como cremoso, colorido, brilhante, doce e etc. fazem confundir os sentidos. Será que não haveria adjetivos relacionados à audição para se descrever o que se pretende de um som? Entender som com adjetivos vinculados à visão, ao tato e ao paladar é difícil pra caramba para mim! Realmente sou bem limitado! Daqui a pouco vão querer inventar um cheiro pro som!
O bom de ter estudado pouco é que eu posso me dar o direito de não entender essas coisas!

Colorido, brilhante, essas coisas a gente aprende do mesmo jeito que aprende sobre doce e salgado: experimentando. E da mesma forma que comida, pessoas diferentes têm percepções distintas, e quando existe mistura, tem gente que percebe melhor onde é que está o doce, salgado, vibrante, cremoso, pastoso, áspero, etc.

#79 Wallace

Wallace

    Member

  • Members
  • Pip
  • 75 posts
  • Gender:Male
  • Location:BRASÍLIA

Posted 30 March 2012 - 11:06 PM

Colorido, brilhante, essas coisas a gente aprende do mesmo jeito que aprende sobre doce e salgado: experimentando. E da mesma forma que comida, pessoas diferentes têm percepções distintas, e quando existe mistura, tem gente que percebe melhor onde é que está o doce, salgado, vibrante, cremoso, pastoso, áspero, etc.


Meu Deus!
Tenho que melhorar muito meus sentidos, sobretudo o paladar, pra ouvir melhor! Hehehe.
Valeu, Eugênio!

#80 Milton Campos

Milton Campos

    New Member

  • Members
  • 20 posts
  • Gender:Male

Posted 28 April 2012 - 02:22 PM

Senhores, e o que dizer do Spiritus XX do Roberto Gomes ? Tem potência, sustain, timbre maravilhosos e ainda assim, não deixa a desejar perante um tradicional... Quais suas opinioes ??!!!! Abraço