Jump to content


Photo

Você gosta de estudar?


  • Please log in to reply
6 replies to this topic

#1 Eugenio

Eugenio

    Veteran

  • Moderators
  • 8,442 posts
  • Gender:Male
  • Location:NY

Posted Yesterday, 01:34 PM

Em outro tópico a gente falou de usar o recurso daquele filme Matrix, em que o cara aperta um botão pra fazer um upload e a moça aprende a pilotar um helicóptero militar em questão de segundos.

 

Enquanto essa tecnologia não chega, eu fico curioso de perguntar aos colegas de fórum como é a sua relação com estudos. Meu ex-professor de violão dizia que tocar e estudar são coisas diferentes. Eu acho que só aprendi a tocar um pouco melhor depois que eu aprendi a estudar melhor.

 

Mais o mais importante foi também passar a curtir o processo de aprendizado, em vez de achar um saco ficar repetindo, eu passei a achar o processo mais interessante.

 

Comentários?

 



#2 Pedro Henrique Álvares

Pedro Henrique Álvares

    Member

  • Members
  • PipPip
  • 169 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo-SP

Posted Yesterday, 02:29 PM

Eugenio, 

 

para mim depende da matéria, rs. Tem coisas que gosto de estudar e outras nem tanto. Intervalos é uma das coisas que fico mais preguiçoso pra estudar. Já, escalas e tirar músicas de ouvido, é algo mais bacana de fazer.

 

Mas ultimamente tenho colocado mais na cabeça essa necessidade de estudar. Antes queria realmente só tocar, hoje em dia tenho dividido melhor essas duas tarefas.



#3 Eugenio

Eugenio

    Veteran

  • Moderators
  • 8,442 posts
  • Gender:Male
  • Location:NY

Posted Yesterday, 02:38 PM

Você foi na veia, a gente tem preguiça de estudar o que dá mais trabalho e menos recompensa.

 

Minha dificuldade maior ainda é leitura musical e o meu cérebro às vezes "trava". Houve uma época em que eu senti que estava começando a "pegar pressão" e começando a melhorar, mas acabei parando por falta total de tempo até pra fazer o que eu gostava.

 

Meu grande lucro foi a aprender a gostar de tocar lentamente. Eu passei a tentar explorar o som de cada acorde, a intensidade das notas, etc.



#4 Marcos César

Marcos César

    Old Member

  • Members
  • PipPipPipPipPipPip
  • 2,314 posts
  • Gender:Male
  • Location:Salvador - Bahia

Posted Yesterday, 06:02 PM

Até hoje sinto prazer ao ver a música se desenvolver...
Adoro estudar música, seja escrita ou uma criação.

#5 CarlosEdu

CarlosEdu

    Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 391 posts
  • Gender:Male

Posted Yesterday, 09:40 PM

Dificil ler o livro Escuela de la Guitarra (Abel Carlevaro), e não gostar de estudar, sempre amei em qualquer area da vida estudar, e estudar muito, virar noites debruçado. Não só estudar no sentido de tocar, mas no sentido de pesquisa, ler tudo que se disse sobre Tarrega, Segovia, Bream, Bach, pelo menos nos idiomas compreendidos rs. 

4 anos atrás me deparei com esse vídeo do, e tudo muda, não é só o fato de ser integrante de um dos se não o melhor quarteto de violão do mundo LAGQ, mas o Kanengiser nos leva a pensar e estudar tudo milimetricamente, antes mesmo de tocar, ou seja, o estudo começa pra valer bem antes de pegar o instrumento. 

 

Outra coisa fabulosa é o "Técnica Mecanismo Aprendizaje Eduardo Fernandez", tudo isso é estudo antes do estudo, ou seja, chegar na execução propriamente dita com consciência. 

Mais recente um dos alunos do Carlevaro fez outro livro legal para se pensar a prática de estudo, "Método Prático de Violão".



#6 CarlosEdu

CarlosEdu

    Member

  • Members
  • PipPipPip
  • 391 posts
  • Gender:Male

Posted Yesterday, 09:43 PM

Acho pertinente o texto abaixo.

A 3 anos atrás o interprete de violão clássico (a quem Maria Luiza Anido em pessoa elogiou) que mais admiro no Brasil, respondendo a email meu justamente sobre sua metodologia de estudo, respondeu-me assim: 

"O que aprendi sobre várias coisas ligadas ao violão (forma de estudar, técnica, fraseado, som, timbre, etc etc) foi vendo e ouvindo grandes violonistas como Segovia, Bream e Williams.

Hoje tenho minha própria convicção e faço minha própria técnica (EPM - Estudo Programado com Metrônomo)
Tenho obtido resultados bons e acho que é suficiente para manter a minha técnica e a dos meus alunos.
Mas o que acredito ser mais importante de tudo é a disciplina em estudar.
Perseverança, paciência e estudo diário são ingredientes muito importantes para ser conseguir tocar bem.
Na perseverança você insiste em fazer o melhor possível através das muitas repetições.
Na paciência você conserva sempre o melhor dos movimentos que você adquiriu nas repetições
No estudo diário você conserva a técnica em dia, o que é fundamental para as coisas saírem bem.
Faço sempre lento e procurando relaxar sempre que possível (nos pianos e nas cordas soltas são momentos que ajudam bastante a manter o relaxamento).
Deixo o tempo ir encaixando as coisas. Não procuro resolver no dia ou até mesmo na semana.
Música, pra ficar boa leva meses e aí, infelizmente começamos a se enfadar da obra e abandonamos.
Isso é um erro mas infelizmente acontece muito entre os alunos.
 
Olha tem muita coisa pra se falar mas espero que deu pra entender um pouco do que faço como dedicação ao instrumento.
 

"



#7 Márcio Ronei

Márcio Ronei

    Member

  • Members
  • PipPip
  • 135 posts
  • Gender:Male
  • Location:Belo Horizonte/MG
  • Interests:Dyens, R. Nassar, M. Pereira, Leminski, Nietzsche.

Posted Yesterday, 10:26 PM

Certamente, Eugênio, meu ex-professor tb falava sobre a diferença entre tocar e estudar. Bom,  meu grande calcanhar de Aquiles é tempo mesmo. Apesar de ter um mestrado em Música, divido-a com duas outras profissões, além de continuar estudando (resolvi fazer outro mestrado, como se meu tempo já não fosse água no deserto! rsrs). Bem, como diria Caetano, "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é". No momento, minha gana é vir a ser/desenvolver um trabalho de arranjo e composição para violão solo. Vai levar tempo (ó o danado aí de novo! rsrs), mas quero poder estruturar um repertório solo para pequenas apresentações, espaços culturais e mesmo gravar um disco. Se vai rolar ou não, só o tempo... (tem mais tempo aqui no meu comentário do que nas minhas 24h! rsrsrs). Abraços!