Jump to content


CarlosEdu

Member Since 11 Feb 2011
Offline Last Active Today, 06:07 PM
-----

Topics I've Started

O Filme "Mangoré" será lançado em 21 de agosto 2015?

18 August 2015 - 09:29 PM

Parece que agora vai! Mesmo com a visão romantizada que o cinema dá, parece que será um belo filme.


Violão, prática musical X Regras - por Marcelo Kayath

12 August 2015 - 02:20 PM

Galera, analisando minhas pastas, achei esse belo texto que o grande violonista Marcelo Kayath, autor do novo projeto "Guitarcoop" que envolve (Edson Lopes, Manuel Barrueco, Jorge Caballero...), além de ser um dos mais próximos dos Abreus em termos de perfeccionismo e o cara a quem Zanon em seus programas, sempre tecia grande admiração. 

 

Bom, o texto, trata do tato musical e do trabalho do violonista diário, versus algumas regras auto impostas...

OBS: Considerando a importancia do texto, pedi consentimento a ele pelo facebook, que gentilmente concedeu e informou que por se tratar de texto publico, publicado no outro forum de violão: "violao.org", não há restrições rss... 

 

Espero que gostem!

 

"Marcelo Kayath, em 15 novembro 2012 - 13:19, disse:

 

Noto que os tópicos aqui no Forum volta e meia acabam em debates sobre regras. Supostas regras sobre ornamentação barroca, regras sobre como se deve tocar determinadas musicas, regras sobre uso do vibrato, regras sobre técnica etc. Bom, já que parece que tem muita gente aqui que gosta de regrinhas, deixa eu tentar ajudar um pouquinho e contribuir com uma lista de regras que me ajudaram na música:

(1) Simplifique sempre. Todos os grandes violonistas que eu conheci eram pessoas práticas, diretas e objetivas. Se está complicado, é porque vc errou de caminho. Lembre-se de um velho ditado turco: "quando se está na estrada errada, não importa o quanto já se andou, é melhor voltar. A estrada errada só leva ao lugar errado". O violão já é complicado demais por si só. Simplifique tudo, principalmente a maneira de pensar. Sempre.

(2) Fuja de gente que vomita regras em série. Geralmente, quem faz isso o faz por falta    de ideias originais e porque não sabe simplificar (volte ao passo 1!). Se o personagem em questão começar então a citar nomes ilustres, gente famosa ou tratados antigos, é pior ainda: geralmente gente assim não entende metade do que está falando, ou toca pouco (até porque perde muito tempo falando, e não se dedicou a aprender a tocar) ou não sente alegria e prazer com a música (e por isso tenta intelectualizar tudo).

(3) Evite digitações complicadas. Desconfie de professores que recomendam determinada digitação dizendo "estudando, sai". Se não sair nos primeiros dez minutos de tentativas é porque a chance de sair depois com horas de estudo é muito pequena. Mais do que pensar nos dedos, procure "enxergar" os movimentos do braço e do cotovelo. O segredo na maioria das vezes está ali.

(4) O intérprete é quem deve decidir como tocar. Não acredite na "ditadura" das escolas de música. Sim, existem algumas regras musicais básicas que devem ser obedecidas, e a academia é um excelente lugar para adquirir uma educação musical básica, mas a partir de um certo ponto o intérprete tem que ser o veículo da arte, da expressão, da emoção. As indicações do compositor e as coisas da época são preciosas e dão uma pista de como se deveria tocar, mas isso não significa que um bom intérprete não possa mudar isso e transformar a música numa coisa novas e melhor.

(5) Na música antiga, AFASTEM-SE dos puristas do barroco, da renascença etc. É mais importante tocar com convicção do que ficar maluco procurando seguir as regras da ornamentação barroca e estudando as diferenças das escolas francesas, alemãs, italianas etc. Ninguém sabe exatamente como eles tocavam, mas sabe-se que tocavam com grande liberdade e alegria. NINGUÉM pode afirmar que os grandes mestres do barroco e da renascença seriam contra uma releitura mais moderna de suas obras, até porque aprendeu-se muito sobre música nos últimos 400 anos.
Como dizia o grande mestre Gustav Leonhardt, numa de suas frases mais felizes: " If one manages to be convincing, the interpretation sounds authentic: if one strives to be authentic, one will never be convincing."

(6) Regra muito importante: não existem regras fixas! as coisas mudam com o tempo, os gostos musicais também. O que não muda nunca é o bom gosto, a vontade de tocar, ou aquele fraseado bonito que quando a gente ouve não consegue segurar o sorriso.

(7) Por último, toque muito, sempre com vontade, com convicção e com alegria. Procure tocar como se o violão fosse o seu melhor amigo ou sua melhor namorada (esposa não, porque com esposa sai briga rsrsrs). O excesso de regras e de estudo muitas vezes faz com que você esqueça o ponto central de tudo, que é o prazer de tocar. Se você não está curtindo o que está tocando, se não está feliz, então está tudo errado. Pare tudo e comece de novo, tentando entender como vc chegou nesse estado infeliz. Música é emoção, prazer e alegria.

Abraços a todos! "

 


Orquestra de Violão da Neojibá - Estréia 30.06.15 TCA

01 July 2015 - 06:03 PM

Grande euforia ontem estréia da  Orquestra de Violão da Neojibá (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia),

honra ver meu prof. Vladimir Bomfim, em atuação, arranjo dele, e os meninos fizeram tudo bonito. 

Foi um Concerto Didático, onde o pianista Ricardo Castro coordenador e maestro explicava ao leigos presentes pais e afins o significados, tocou uma parte a sinfonica e a de violões antes. 

Assum Preto (Luiz Gonzaga) arr. Vladimir Bomfim


Agradecimentos ao Fórum, em meu TCC 2015

28 June 2015 - 11:31 PM

Prezados é com grata alegria, que antecipo a citação do fórum que ocorrerá em meu TCC, em Licenciatura Plena em Música que se dará amanhã 29/06 2015; dado a importância de dúvidas musicais, aos debates quando construtivos (as vezes hiper acalorados e exaltados rss), e a boa vontade de muitos em contribuir tanto no violão.org quanto no brazilian guitar com temas importantes para todo o fazer musical. 

 

Citação ao forum no TCC:  "Aos fóruns de violão: Violão.Org e Brazilian Guitar pelos debates, tópicos e discussões relevantes que de alguma forma enriqueceram minha visão musical, despertando a pesquisa múltipla de temas necessários, e ampliando a cognição. Espaço aberto para todos que desejam de alguma forma está mais próximo da boa música. Agradeço a moderação de ambos os fóruns pela manutenção dos mesmos. E as amizades extraídas desse espaço"

 
Nele menciono também meu grande amigo João Carlos Victor pelas longas conversas, nosso amigo Marcos Cesar pelo auxilio indireto ou direto sempre esteve ali; e também o grande Fabio Zanon que a mais de 10 anos tem tirado tantas duvidas por email.
 
Depois que passar pelo o MEC coloco tema e PDF aqui.
Abs!

Nova Experiência Musical - Uma Produção de Marcelo Kayath e Ricardo Maruí

24 June 2015 - 08:05 PM

Acho que excede o gueto do violão, independente de como o classifique já vi que a galera aqui é bem informada nas 2 vertentes ou correntes, clássico ou popular como queiram rotular, então achei legal divulgar por aqui, caso fuja as regras, peço a moderação que retirem... 

O mais novo trabalho musical dedicado ao violão no Brasil, pelo grande violonista Marcelo Kayath e numa produção espetacular do Ricardo Maruí, parece que além de enriquecer mais ainda o nosso instrumento, vem para fazer história.

 

Palavras do próprio Marcelo:

 

"

Marcelo Kayath

Postado Hoje, 18:37

Vamos ter muita coisa para falar sobre isso daqui a uns dias. Estamos apenas começando a revelar um projeto que vem sendo gestado com muito cuidado há muito tempo. É um projeto grande, que esperamos que tenha sucesso e receba a acolhida que merece das pessoas que amam o violão. Fiquem ligados, em breve teremos mais informações... Abraços a todos!  "