Jump to content

Jorge Nacev Filho

Luthier
  • Content Count

    143
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About Jorge Nacev Filho

  • Rank
    Member
  • Birthday 06/28/1976

Contact Methods

  • MSN
    oficinacev@hotmail.com
  • Website URL
    http://www.oficinacev.blogspot.com/
  • ICQ
    0

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Ribeirão Preto
  1. já me ofereceram de fazer meus instrumentos lá. posso mandar o projeto em corel ou outro programa, desde que tenha medidas. qualidade de A até F. com ou sem etiqueta, por "plecim camalada". mas se notarem a página até o final vcs verão um "smallmam" tingido de vermelho... sei lá acho sacanagem com quem projetou o instrumento.
  2. é isso mesmo Vinícius. digo isso por mim, mas vamos mobilizar a galera, pq mais do que ler o forum é preciso participar
  3. tem alguns que optam por usar uma corda lisa de cello (se não me engano a mais grossa), mas desconheço resultado.
  4. Márcio Ronei, o link da corda no ML. http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-457800464-encordoamento-para-violo-thomastik-infeld-superlona-cf127-_JM procure pela flatwuond; o preço é mais ou menos esse mesmo. tem uma de suas pontas com revestimento de seda vermelho.
  5. Rb Paiva eh exatamente o que Ronei procura.
  6. A thomastik Eh uma das fabricas mais tradicionais que conheco de cordas para instrumentos inclusive classicos, com sede em Viena . esse encordoamento vc encontra no Brasil sim e quem usava dele era Paulinho Nogueira.
  7. as cordas lisa da thomastik infield tem sua versão para nylon, são caras mas apagam bem o brilho, principalmente dos bordões, possue a terceira corda (Sol) revestida e as duas primas de nylon. quanto mais velhas mais apagado o som.
  8. Vamos perguntar então ao Pole: os tampos (ripado e furado) segue o padrão por todo o tampo ou só em alguma região? quanto ao tamanho dos espaços vazios, são grandes, médios pequenos, mini...? qual a espessura final dos tampos em experienciação?
  9. em seu caso a melhor opção com banda seria ainda os silent da vida, seja godim, yamaha ou até os caimbé, sempre com pesquisa e visita à lojas para experimentações. Agora entenda, um instrumento bem equilibrado, com um som pronto sempre é mais fácil para se chegar à satisfação sonora, tive um instrumento uma vez que tinha um casamento tão bom entre amplificação e instrumento, que ele ficava o tempo todo em flat, modificando apenas o volume nessa ou aquela situação. fiz um teste e tirei o pré e... pimba! o som igual, faltando somente o ganho, que consegui com um buster. faça o seguinte, compre um bom captador, instale no violão e use. se faltar alguma coisa acressente um pré, ou buster, ou equalizador, tem alguns que usam uma mesinha de som como pré, dessas que usam fonte, que já pode te oferecer até um retorno com fones ou o que for. espero ter te ajudado.
  10. Dviolão, quero esclarecer que de forma alguma alguma um instrumento acústico não funcione bem eletrificado, o que acontece é que podem ocorrer microfonias de todo o tipo e algumas incontroláveis por se tratar de um instrumento sensível a esse tipo de situação; se o caso vc for tocar sozinho, com uma platéia mais comportada, sem muitos barulhos, pode se usar algumas opções que já foram discutidas aqui no fórum mesmo, tais como microfonação de violões.
  11. Resta saber se o violao em questao responde bem amplificado, e Qual uso se destine pq o violao projetado para o acustico eh diferente do eletrico
  12. Se vc tiver um bom instrumento bem equilibrado muito provavelmente Vais usar a equalizacao em flat.
  13. a exemplo do Garrido, se precisar de uma ajuda aí Pole conte comigo!
  14. esclarecendo: Eugenio, tampo em cedar e corpo e braço em cedro rosa; pode ser feito com corpo e braço em mogno tb. completei a resposta para o Ivan
  15. Ivan, acredito que o cedro da questão seja o cedro rosa, aquele que usa em braços o para corpo.
×
×
  • Create New...