Jump to content

nitsuga

Members
  • Content Count

    33
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About nitsuga

  • Rank
    New Member
  1. nitsuga

    Vendo Violão 7 cordas de aço - Luthier Barros

    Olá, Felipe ! Já vendeu o instrumento ? Me mande uma mp informando o preço. Abs.
  2. nitsuga

    Revisões de Violões

    Álvaro, concordo plenamente. E o Julian J. Ludwig agiu com bom senso e polidez, na condução do tópico, como de costume. Abs. nitsuga.
  3. nitsuga

    Alguém conhece?

    Prezado colega Westphalen. O Daniel esteve na loja e experimentou o instrumento, perguntando, apenas, se alguém conhece o fabricante. Deu boas referências do violão. Comprar no escuro, que eu saiba, é comprar sem experimentar o instrumento. Ele experimentou na loja e gostou. O fato do violão ter pouca ou nenhuma referência na internet é irrelevante. Ou seja, nem tudo que existe no mundo está na internet... E qual é a certeza que vc tem do Angel ser argentino ? Quais modelos vc viu a R$ 360,00 ? Quanto à abordagem da fabricação na China, vc apenas deduziu, fez um comentário vazio, mencionou cantor, compositor, do tipo "ouvi dizer". E vc experimentou o Tagima do Ulisses Rocha ? Qual foi a sua impressão ? Nos passe essa informação ... Conheço pessoalmente o Daniel, já teve vários instrumentos bons (dentre eles, Martin, Samuel Carvalho) e ele não abriu o tópico para fazer uma resenha desse violão. E se ele quisesse, faria, pois teria capacidade para isso. Me desculpe Westphalen, mas acho que vc foi bem grosseiro com o Daniel na sua forma de expressar ( - volte amanhã na loja... - ) como se fosse um pai dando ordens a um filho desobediente... Respeito é bom e não faz mal à ninguém.. Abs. nitsuga
  4. nitsuga

    faixa de preço dos luthiers

    Ótima idéia ! Só falta combinar isso com eles ... E veremos se eles colocam os preços. Abs. nitsuga.
  5. nitsuga

    Responda sem pensar

    Difícil escolha, ainda mais assim, de bate-pronto. Mas peças que muito me marcaram foram a Cavatina (Stanley Myers), interpretada pelo John Williams e o Capricho Árabe interpretado pelo velho Segóvia... E quando criança, quase furei o LP do Dilermando Reis, aquele que tinha Abismo de Rosas, Sons de Carrilhões, Romance de Amor e Adelita (Tárrega). Recentemente, ouvi muito "Chovendo na Roseira" e Ária na 4a. corda (Bach), com os arranjos insuperáveis do Paulinho Nogueira. Bem, fugi ao espírito da pergunta, acabei pensando para responder e mencionei muitas peças ... nitsuga.
  6. nitsuga

    Recital por compositor

    Se for um recital de peças compostas exclusivamente para o violão (e não transcritas), há muitas opções. a- compositores brasileiros: Villa-Lobos, Garoto e Dilermando Reis. b- outros compositores: Agustin Barrios, Giulianni, Sor e Tárrega. Eu, particularmente, optaria por Garoto ou Barrios. nitsuga.
  7. nitsuga

    faixa de preço dos luthiers

  8. nitsuga

    faixa de preço dos luthiers

    Ninguém está aqui para colocar farinha na sopa. Se conseguirem elaborar a tabela de faixa de preços, é ótimo para todos do fórum, inclusive para mim, como a terei como simples referência. . Em tese, prestigia-se a comodidade, economiza-se tempo, "garganta" e telefonemas. Não sei se é um fator decisivo para a compra, pois quem tem uma grana para comprar um violão de luthier, irá pesquisar bastante antes de fechar negócio. Mas a divulgação da faixa de preços (ou do valor mínimo do instrumento) prescinde de expressa autorização dos luthiers e gostaria apenas se a maioria deles concorda em tornar público esse assunto. Se concordam, tudo bem. Também não estou aqui para defender interesse pessoal de nenhum luthier. Não estou a serviço de nenhum deles. Todos os violões (tenho 4) que comprei me custaram telefonemas, viagens, tempo etc. Não me arrependi de nenhuma compra. Estou vendo a proposta sob um outro ângulo, inclusive por aqueles aspectos relacionados ao valor de mercado do instrumento, comentados pelo Eugênio. Não sou profissional da música, sou apenas um interessado pelos assuntos do violão e quando quero comprar um instrumento, faço telefonemas, vejo o material, se possível testo o instrumento, converso, penso bastante e faço o negócio. Enfim, ajo da mesma maneira, como na compra de um sapato, de uma roupa ou de um carro. Afinal de contas, ninguém quer gastar R$ 1.500,00 ou R$ 8.000,00 num violão e ficar arrependido. Eu, particularmente, jamais farei uma compra nesses valores, apenas com base em informações pela internet. Devemos evitar que se pense na existência de algum interesse pessoal na divulgação desses preços. Para evitar, inclusive, a mesma desconfiança que posso ter despertado quando questionei o assunto. Encerro por aqui e sugiro que essas faixas de preços sejam divulgadas espontaneamente pelos próprios luthiers, abrindo-se aqui uma vitrine para a venda, tudo bem ? Afinal, este fórum também é destinado a eles. Abs. nitsuga.
  9. nitsuga

    faixa de preço dos luthiers

    Acho que só faltou tratar esse delicado assunto ($$) com os próprios luthiers. Que tal perguntar a eles antes ?? Tenho minhas dúvidas, pois não sei se a maioria dos luthiers irá divulgar ao fórum as faixas de preços dos instrumentos. Se quisessem, já estariam divulgando os preços em site próprio ou blog. Mesmo aqueles que possuem site ou blog, divulgam fotos dos modelos mas não estipulam faixas de preço. É engraçado. As vezes vejo pessoas anunciando a venda de violões nos fóruns de discussão, mas é difícil saber o preço imediatamente, só consigo obter por mensagem privada enviada ao vendedor (PVT). E aí fica aquela história, olha fulano, lhe mandei um pvt, ei ciclano, lhe mandei um pvt. Nunca vi um anúncio curto e objetivo de venda, como por exemplo: Vendo violão do luthier XXXXXX, 19XX, tampo abeto, fundo e laterais jacarandá da bahia, revisado, R$ XX.XXX,00, parcelo em X vezes... Ora, por que há que ser diferente com os luthiers ?? Todos sabem que há muitos fatores que influenciam numa venda, tais como a época da venda, da necessidade e do perfil do comprador, prazos de entrega, condições de pagamento (à vista ou parcelado), idade das madeiras, tarrachas... É a minha opinião, salvo melhor juízo. nitsuga.
  10. nitsuga

    Estojos, hardcases, semi-cases etc.

    Gostaria de comprar um Karura. Mas o preço e a taxa de importação por aqui tornam inviáveis essa aquisição, ficando até incompatível com o custo dos violões que possuo. O case da BAM parece ser bom, até já enviei e-mail para duas lojas, pedindo a confirmação do preço. Mas continuo inconformado com a falta de opções por aqui. Estive no Japão (Tokyo) em novembro do ano passado e nos trens/onibus/metro eu via um monte de estudantes com Karura ou Accord. Fiz muitas compras de lá, mas eu devia ter tentado trazer um desses cases. Se arrependimento matasse... nitsuga.
  11. Olá. Vou falar sobre um assunto pouco discutido por aqui. Na verdade é um desabafo. Muito se fala sobre os instrumentos. Mas percebo que não se dá muita ênfase naquilo que dá a proteção aos violões, preocupação daqueles que estão sempre viajando (carros, ônibus, metro, aviões) e ficam em hotéis. Nesse aspecto, acho que as opções no mercado são limitadas. Há instrumentos no Brasil superiores à faixa de R$ 9.000,00 a R$ 10.000,00, mas são vendidos com cases comuns, que chegam a pesar de 5 a 6 kg. Sei que os melhores cases são o ACCORD e o KARURA (um deles é fabricado na Tailândia, salvo engano), mas o custo adicionado com a taxa de importação torna impraticável a compra (na faixa de 800 a 1200 dólares + taxas). Um case ACCORD não chega a pesar 3 kg e isso faz muito diferença nas viagens, principalmente em aeroportos e rodoviárias. Tenho alguns cases que acompanharam os violões que comprei, um semi-case de espuma e lona, uns bags de lona, mas os mais leves (e que dão razoável proteção nas viagens, para levar como bagagem de mão) são os de fiberglass. Tenho um case da Strinberg que pesa menos de 3 kg, mas não confio nele para suportar impactos muito fortes. Comprei recentemente um case da Gator, que é melhor construído, um pouco mais robusto e protege bem mais contra os impactos, mas é um pouco mais pesado (~ 3,200 kg), portanto, não ainda não estou contente. E nenhum deles veio com aquelas alças que possibilitem transportá-los como mochilas. No case da Stringerg, eu mesmo fiz os furos e coloquei alças. Possuo alguns violões na faixa de R$ 4.500,00 a R$ 6.000,00 (Arone, Samuel Carvalho, João Batista 7 cordas). Não são os mais caros dos nossos luthiers, mas não consigo acreditar que não temos no mercado brasileiro cases leves e compatíveis com a qualidade deles. Certa vez, eu vi um sujeito no aeroporto de Congonhas com um bag de lona (daqueles que custam R$ 35,00). Fiquei pasmo quando ele, para tirar alguma coisa que estava dentro dele, "sacou" desse bag um Suguiyama, daqueles antigos (igual a um do Toquinho). Perguntei a ele porque ele não carregava o instrumento protegido num case, mas ele falou que era mais fácil de transportar no "bag" como mochila, já que o case era muito pesado e ocupava mais espaço. Além disso, ele disse que viaja há anos assim, toma muito cuidado e nunca aconteceu nenhum problema no instrumento. Jamais poderei fazer isso, pois eu sou um desastrado de carteirinha.... Hä um outro case no mercado, da SKB, importado, ao custo de R$ 480,00, mas não conheço a qualidade dele. Alguém tem esse ? Sei que atualmente o Suguiyama faz uns cases mais leves, mas parece que é o único luthier brasileiro que se preocupa com a qualidade e o peso do case ... Ou estou enganado ?? Nitsuga.
  12. nitsuga

    Sorteio nº 2

    Oba, , me incluam, por favor, também quero participar desse sorteio !!
  13. nitsuga

    Interação entre os estilos

    Pô, estava tudo tão por aqui. Calma, gente.
  14. nitsuga

    Testando novos recursos

    Aprovado, Eugênio, funcionou muito bem.
  15. nitsuga

    O fórum na mídia

    Parabéns, Eugênio. Com certeza, você já marcou uma página na história do violão brasileiro, com a seriedade do seu trabaho.
×