Jump to content

guto

Moderators
  • Content Count

    3,273
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About guto

  • Rank
    Veteran
  • Birthday 10/01/1982

Contact Methods

  • MSN
    guscip[ARROBA]hotmail.com
  • Website URL
    http://www.graficacipriano.com.br
  • ICQ
    0

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo

Recent Profile Visitors

30,934 profile views
  1. Oi moçada, quanto tempo... Eu acabei não vendendo o violão no ano passado, apareceram uns interessados, mas não virou e acabei desistindo de vender. Agora resolvi colocar novamente à venda. Se alguém se interessar, por favor entre em contato no email do primeiro post. Obviamente preferia vender pro pessoal daqui que é conhecido, mas acho que vou colocar no Mercado Livre. R$ 4500,00 ou aceito troca num violão de aço legal. Abraços, Feliz natal!
  2. Pessoal, aproveitando o recente espírito natalino, deixo por R$4500,00 beleza? email: guscip arroba outlook pontocom Abraços e Feliz Ano Novo, galera!
  3. Pessoas, obrigado pelos votos e conselhos, mas o problema é efetivamente que eu não posso manter unhas minimamente compridas, aí não tem como tirar um som decente. Além disso meu tempo de estudo caiu muito, e tocar mal não tem graça. Pra arranhar de vez em quando é mais facil tocar uns rockões, fica menos difícil de tirar um sonzinho sem passar vergonha. Enfim, estou tocando violão de aço e guitarra de palheta quando dá. Ficar sem tocar nada realmente está fora de questão, mas o violão classico realmente ficou insustentável agora. E pelo jeito assim será por um nom tempo, por isso a decisão
  4. Fala moçada, estou colocando à venda meu violão Antonio de Pádua. Por causa do meu trabalho novo não consigo mais tocar e precisei até cortar as unhas, então não faz mais sentido mantê-lo. O pessoal mais proximo ficou sabendo que eu já havia vendido o double top, mas até então não queria me desfazer desse, é um violão que eu realmente adoro. Enfim, a vida muda e a gente tem que se adaptar. Tampo em pinho, fundo e laterais em Jacarandá da Bahia bem escuro, tarraxas Condor. Ano 2010. O tampo, até por ser em goma laca, tem algumas marcas de raspados de unha, mas nenhuma profunda, somente e
  5. Orlando, no meu AW1 acontece a mesmíssima coisa, come bateria o bichinho. Só não uso mais por causa disso... Tenho usado o G-strings do Android há algum tempo também, é muito bom e normalmente está à mão.
  6. Pois é, mas deve ser um porre passar uma carreira inteira tendo que "forçar" a barra pra conseguir tocar, deve ser barra. O telefone tocar espontaneamente de vez em quando deve dar um ânimo diferente. Eu certamente não dava pra isso, não tenho essa fibra... Sorte pra ele!
  7. Putz, minha experiência é igual à do Renato. Tenho o mesmo afinador, que é excelente, mas tem esse problema mesmo. Se ficar com a bateria ele a devora rapidinho, mesmo desligado. Coisa bizarra... Acaba que eu uso mais o do celular que está normalmente à mão e com bateria, hehehehe.
  8. Pô, o legal aí é que além do violão ser bom, o violonista manda ver. Parabéns!
  9. Nesses finais de semana aí muito provavelmente dá pra eu ir também. Independente de ser sábado ou domingo.
  10. O Zabotto está fazendo um OM (Formato de corpo Orchestra Model da Martin) pra mim. Como ele nunca tinha feito um violão desse tipo me fez um preço bem bacana, muito abaixo do que você está vendo, Marcos. Eu achei que valia a pena "pagar pra ver". Ainda não o recebi, mas de repente pode ser uma alternativa. Aliás, preciso cobrar ele, hehehehe, tá atrasado.
  11. Eu estagiava num lugar que processava carne e tinha uma câmara fria a -40. É uma coisa impressionante, mal dá pra respirar. Coitado do cara, que desgraça...
  12. Já vi violonista passando os dedos pelo nariz e testa e depois esfregar os dedos. Pra pegar a oleosidade da pele mesmo, só pode. Já fiz isso também e funciona. Quando a mão está limpa e seca eu prefiro, mas depois de um tempo tocando meu dedo parece que começa a agarrar na corda e o óleo ajuda a deslizar.
  13. Olha, acho que a região influencia sim no recebimento. Eu compro de tudo pela internet, de cordas a livros a traquitanas da china, hong kong, taiwan e etc. A única coisa que não chegou foi uma revista internacional, mas que eu coloquei o endereço da minha casa e o CEP do trabalho. Não dá nem pra criticar... acertei o CEP e semana passada chegou o exemplar seguinte. (Aliás, mesmo assim a revista estendeu minha assinatura por um mês para que eu recebesse todos os exemplares que paguei. Pode falar o que quiser, mas o serviço, em geral, nos EUA é de primeira) Enfim, às vezes demora mais, às vez
  14. Pedro, mas as dúvidas é que dão espaço para as discussões, então não se "avexe" de pergutar!
×
×
  • Create New...