Jump to content

Polegario

Luthier
  • Content Count

    592
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Polegario

  1. Oi Jorge! Na verdade, esperei pra te responder pois ainda não tenho respostas concretas. Eu tinha o objetivo de ir ontem a uma loja aqui no Rio, que vendia "folhas de abeto" e como a alguns anos eu não aparecia por lá, não me lembrava nada sobre as medidas de espessura dela... Queria verificar isso pra dar respostas mais concretas.pois dependia disso pra projetar melhor o tampoleve. Mas, não tive sucesso.. o propietário meu amigo me disse que a muitos anos ele parou de comprar dessa folha pois não tinha saída.. enfim.. não dá pra seguir o projeto da maneira que eu estava planejando... E ou
  2. Grande Saul!!!! Sem dúvidas vc é bom nesse negócio de dar nomes... Gostei do "tampoleve" Vamos classificar eles de : "Tampoleve ripado" e "Tampoleve furado" boa dica!!! Não Moisés... Gonçalo Alves e Jacarandá, são as madeiras usadas na "roseta" E esses tampos que postei são a parte externa. Minha construção terá 3 partes coladas entre si, sendo que a parte do meio eu retirarei peso dela . Notem: essa parte ainda está com mais ou menos 1,6 de espessura, mais ela ainda vai ser lixada, mas, vcs tem que esperar o processo se dar, pois fica complicado explicar todo o processo de uma só vez.
  3. OI Vina!! Pois é... estou aderindo a esse tipo de roseta também... além da minha roseta de assinatura tradicional , tenho usado essa de madeira em Gonçalo Alves e jacarandá da bahia.. Não Vina.. eles não estão preparados ainda não.. são só o tampo frontal.. vou postar o processo ainda.. aqui no Rio ainda estão de férias.. rs tenho que comprar uma madeira de balsa e umas lâminas, e só posso fazer isso na segunda, quando abrem o comércio de vez... Esses estão com 1,57 de espessura, na espera. Estou fazendo um gabarito pra fazer os furos no miolo do que vai ser furado... Eugênio, acho que v
  4. Você comentando agora, me recordei disso... já tinha visto essa da vaselina no tróculo também.... Abração!
  5. Grande Rocha! A percepção foi mais da esquerda mesmo.. mas, na mão direita eu não tenho unha e percebi que facilitou bem também...... Mas, no geral, o pessoal não tem unhas na direita? ajuda assim mesmo? Sei lá rocha... eu uso vaselina em pasta na escala dos meus violões, assim que monto eles, e eles ficam bem fáceis de se tocar... Abração!
  6. Gente, Eu sou um frustado em relação a violão, e não toco nada... Desde guri. sempre gostei de ficar brincando com violão, e por conta do meu ouvido me atrapalhar,(desculpas a parte) nunca consegui aprender violão da forma certa que é por música... Mas, gosto de ficar brincando de vez em quando... Hoje eu, estava preparando uns degraus de uma escada da casa da minha cunhada, e trabalhei o dia todo com óleo de linhaça...Aplicando o óleo nos degraus... O óleo ficou meio que impregnado nas minhas mãos... Depois disso fui brincar um pouco com o violão, e senti uma facilidade fora do normal.
  7. Um ano Agitadíssimo pra todos nós aqui no fórum sim!!!Um feliz 2013 pra todos!!
  8. Gente, esses são os 2 tampos principais dos nossos violões experimentais!
  9. rsrsrs.. Vcs estão muito criativos! Ué Eugênio...pode ser... opina aí... quem sabe batizamos com o nome do fórum...
  10. Bom dia pessoal!! Espero que todos tenham tido um fim de ano maravilhoso! E que 2013 seja um ano de muitas realizações e conquistas para todos nós! Então... Como prometido, vamos dar prosseguimento ao tópico!!! Antes de começar a postar imagens, gostaria de comentar, alguma coisa antes. Como andei comentando por aqui, não é pretensão minha querer construir um violão igual aos que "tradicionalmente" vem sendo construído , até porque como disse, não tenho estrutura para isso. Como gosto de procurar ser diferente rs, farei 2 violões, "diferentes" . Vamos classificar como doble 1 e doble 2
  11. Gente, estou quase me desvencilhando de vez aqui dos violões de estudo, pra gente dá prosseguimento ao tópico . tranquilo? Eugênio, acho legal se os moderadores participarem... o que eu acho injusto é um Luthier que sabe fazer um violão tomar o lugar de outro... mas, mesmo assim se ele participar e direcionar o violão pra qualquer um dos participantes...(tipo um anjo KKK, essa foi podre... lembrei logo do BBB rs) acho legal.. assim não deixam de participar mais fundo da brincadeira...mas, enfim, deixo vc livre pra decidir o que achar mais justo pra geral... Abs!
  12. O Barbieri está em atividade aqui no Rio... Está sempre homenageando o amigo com se não me engano 2 homenagens.. um é concurso Fred Schneiter . Muito bom Professor O Barbieri. Abs!
  13. Me desculpem aí gente!! Estou quase terminado os violões de estudo para darmos andamento no tópico!! Abração!
  14. Isso acontece por dois motivos Eugênio... Um é Dilatação. Os trastes como sendo um metal, trabalha igualmente a madeira. Repare que nas linhas ferroviárias os trilhos tem um intervalo na emenda, pra eles crescerem sem causar danos. com o traste "pode" acontecer também, guardadas as devidas proporções é claro (não estou afirmando que pode ser o caso que vc presenciou, talvez não...) na construção civil também acontece muito caso de dilatação, como na junta de piso, contra piso, emenda estrutural, tipo, entre um bloco e outro em condomínio, pode se reparar uma separação dos dois blocos etc. O
  15. Oi Gente! Infelizmente, aconteceu uns contra tempos aqui, na verdade eu já dei início a construção. Mas, estou com um compromisso até o dia 10 pra entrega de uns violões de estudo, e isso vai atrasar um pouco aqui, mas, não esmoreçam.. rs. vai acontecer com calma mas, vai. Dilson, penso que o acabamento mais adequado pra esse tipo de projeto é o sintético mesmo... Dilson, tenho muitas Saudades do nosso saudoso Gelão...penso muito nele sempre...foi um amigo que me deu muita força. Rubens, concordo contigo.. acho que os moderadores podem participar do sorteio com toda certeza... Grande Orl
  16. Dilson, Sei que o Roberto Gomes, usou esse tal fundo. Mas, não sei do que se trata, e nem a função.. e honestamente não tive nem curiosidade de pesquisar sobre o assunto. Deve ter alguma função acústica, senão o Roberto não iria usar...mas, que deve ficar pesadão isso deve... Abração!
  17. Não sei se vcs conhecem, João Escremin, é um amigo luthier, que fez ou está fazendo uma série de violões assinado pelo Yamandú.. Perguntei a ele se ele saberia informar sobre o dito cujo violão e ele me respondeu, dizendo que não sabe ao certo, mas, que o nome do tal luthier é Will ,e é canadense. Vou dar uma pesquisada pra ver se acho alguma coisa...
  18. Valeu pelos esclarecimentos André! Mas, como eu comentei em outro post, eu não tenho materiais e nem os ferramentais, pra se trabalhar com o nomex. Sendo assim, sabendo que o intúito do tampo duplo é dar leveza sem tirar resitência, prefiro fazer um laboratório, pois também gosto de experiências... Um amigo me deu uma idéia, que achei legal, de fazer a tela miolo com madeira de balsa que é bem leve... A cola epoxi é que dará a resistência, nessa minha experiência.. Dessa madeira que farei, André, tenho condições de construir os gabaritos e ferramentas necessárias, sem ter que importar e t
  19. Grande Garrido!! Vamos esquentar isso aí!!!
  20. Rs.. Engano Eugênio! Os 2 primeiros, são 8 cordas.. os outros 3 e mais um que está fora da foto, são de 7 cordas. Abração!
  21. Gente, Andei dando uma pesquisada superficialmente e achei aqui mesmo um tópico sobre os tampos compostos. Vejam nesse link:http://brazilianguitar.net/index.php?showtopic=2587&st=20 "-The Robert Ruck approach: in his interview in the latest GAL magazine, Robert says that he uses 3 layers of wood 0.5 mm thick, with the center one being Cedar. The lamination creates a very stiff yet very light top, which is what the main goal of composite tops is." A princípio o que eu entendi é que são 3 partes de 0,5 mm.. coisa de 1,5 mm... é bem fino,.. mas, acho que a cola epóx é um fator muito impor
  22. Eu assisti a essa apresentação do ciclo violonístico aqui em Niterói Eugênio... Esse violão aí , se não me engano, é da terrinha da mulher dele... Se não estou enganado é um violão Francês né? Ele tem um risco "quase" em paralelo as cordas que é de um mau gosto incrível... dá uma embaralhada na visão de quem está assistindo... Acho que é isso sim.. o Ivanhoé é quem sabe melhor..
  23. Ainda não decidi para fundos e faixas, mas, pretendo usar para o tampo principal abeto engelman. Portes, não uso um raio definido nos tampos de meus violões. Trabalho com uma diferença de 6 mm. Como sempre volta um pouco, pronto deva ficar com uns 4mm mais ou menos. No passo a passo vc vai ver como eu costumo fazer. Vamos ver se o Samuel dá uma força também. mas, independente disso, vamos pesquisar também. Grande Jorge!! estou a tua espera!
×
×
  • Create New...