Jump to content

Eugenio

Moderators
  • Content count

    10,312
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About Eugenio

  • Rank
    Veteran

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    NY

Recent Profile Visitors

59,560 profile views
  1. O que eu vejo hoje em dia é músico popular de escola, mas como a escola no Brasil é a clássica, então é natural que essa turma mescle esses elementos. Em alguns casos, o cara até estudou pra ser músico erudito, mas mudou de estilo, a gente tem muitos exemplos, Zé Paulo Becker é um deles. Tem gente que argumenta que escola "padroniza" demais o músico, talvez seja verdade, difícil dizer. Como eu disse antes, existem cursos superiores de jazz fora do Brasil, com mestrado, doutorado e tudo o mais. Estuda-se leitura, percepção, harmonia, etc, mas em cima de um repertório não erudito. Veja o caso desse músico paulistano (Walter Rodrigues Jr) hoje radicado nos EUA. Bacharel em música, mas em escola de música popular (de novo, Jazz). https://walterrodriguesjr.com/bio/
  2. Marcos, eu imagino que você fala disponibilidade no sentido de gravações e composições? Em relação a isso realmente aumentou. Mas um aspecto que seria importante pra colocar a música popular numa perspectiva mais acadêmica seria a escrita e publicações. Nesse sentido a carência é muito grande e é bem característico da música popular não ter esse tipo de registro em partitura e poucos artigos. A escola popular que mais cresceu e se consolidou foi a de Jazz, pelo menos fora do Brasil existem cursos de mestrado e doutorado.
  3. Não vejo tanta interação assim, o ponto que o Dilson trouxe é importante, não há doutor em música popular. Mas aí também cabe a pergunta, é preciso existir doutorado em música popular? O pessoal do erudito sempre tenta dizer que os grandes músicos populares tem influência do clássico, solida formação acadêmica, bla bla bla. O pessoal do popular continua dizendo que a turma do erudito é "dura" e sem ginga, quadradinha, etc. Minha impressão é de que hoje existe menos atrito e mais interesse mútuo, mas não tanto assim, ainda são 2 times separados.
  4. Double Top

    Acabou não tendo sorteio, o Polegário anda meio sumido.
  5. O violão frankenstein de Willie Nelson

    No Brasil, o Tessarin é o cara que faz restaurações e reparos milagrosos. Mas esse violão do Willie Nelson é lixo cujo único valor é sentimental. Ele é rico e pode gastar uma fortuna pra pagar o custo do luthier. Provavelmente sairia muito mais barato comprar outro instrumento.
  6. Violão Eletoacústico - Indicações

    Eu não sei como anda hoje em dia, mas dentro desse estilo violão barato de fábrica, eu gostava da marca Crafter e eles também faziam violão de nylon. Está dentro da faixa que você procura, na verdade até um pouco mais barato. Mas como tudo nessa área, tem que testar e ver se funciona pra você.
  7. Suite Colombiana n.3 - V Porro (Gentil Montaña)

    Muito legal, tocar esses porros do Gentil Montaña não é brincadeira. A suíte No 2 acabou ofuscando as outras.
  8. Indicação para 7 cordas

    Realmente uma honra ter a presença do Mário Jorge Passos. Eu faço eco à pergunta do Dilson. Eu lembro quando o Tessarin estava fazendo essa reforma. E ele consegue fazer milagres, deixa o violão zerinho, como se tivesse acabado de ser construído.
  9. Alessandro Penezzi - O "Garoto" da atualidade

    Everaldo, seja bem-vindo. A resposta já está nas páginas anteriores do tópico, ele usa um violão do luthier Pirajá.
  10. Garoto - O Gênio das cordas - Documentário

    Pois é, pouco provável ter segunda edição. Mas como é editado pelo IMS, talvez o material fique disponível no site no futuro. Garoto deve entrar em domínio público em 2025.
  11. Yamandu - Recanto

    Excelente mesmo, um dos mais legais que o Yamandu gravou nos últimos tempos. Ele finalmente gravou o Porro do Montaña, uma peça que ele já vinha tocando em shows há muito tempo. E pros gaiatos de plantão, é porro com "O" mesmo!
  12. Edmar Fenicio

    Great compilation, thanks for posting and sharing!
  13. Garoto - O Gênio das cordas - Documentário

    Caramba, obrigado por postar, parece imperdível, difícil ver um livro dessa envergadura!
  14. Yamandu - Recanto

    Novo disco do Yamandu, estou ouvindo e é um dos melhores que ele lançou até hoje, se você curte o Yamandu tocando o repertório gaúcho e latino americano, é imperdível. Ele finalmente registrou várias músicas que ele já vinha tocando há algum tempo em shows mas ainda não tinham ido parar em nenhum disco. Todas as faixas também foram disponibilizadas no YouTube, Chegada é sem dúvida a minha preferida de todas, mas o álbum realmente ficou muito bom.
×