Jump to content

adrianoviolonista

Members
  • Content count

    68
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by adrianoviolonista

  1. adrianoviolonista

    Jorge do Fusa e Lamentos do Morro

    Olá pessoal!Compartilho aqui um trecho de um recital que fiz em Salvador no Museu de Arte da Bahia (MAB) em 12/05/2018:https://youtu.be/hUSrsppVDQE
  2. adrianoviolonista

    Jorge do Fusa e Lamentos do Morro

    Obrigado Marcos!
  3. Sábados Musicais no MAB É com alegria que estou divulgando apresentações que acontecerão todos os sábados do mês de maio de 2018 no horário de 15hs no Museu de Arte da Bahia (MAB) que fica localizado na Av. Sete de Setembro 2340 - Corredor da Vitória, Salvador - BA. Dispõe de estacionamento gratuito. A entrada é franca. Coordenação de Felipe Rebouças e Adriano Oliveira (Músicos Violonistas da UFBA) Programação: 05/05 - VLADIMIR BONFIM 12/05 - ADRIANO OLIVEIRA 19/05 - DIEGO ESTEVES 26/05 - GRUPO TOQUE BRASILEIRO VLADIMIR BONFIM Brasileiro e natural de Salvador, Vladimir Bomfim é instrumentista, compositor, arranjador e produtor, tendo desenvolvido projetos autorais e interpretativos dos mais diversos. Seu trabalho já foi premiado nacional e internacionalmente além de tê-lo levado a residir na França e na África divulgando a música brasileira entre os anos de 2000 e 2013. Participou de produções com o teatro, dança e grandes formações tais como a Opéra National de Strasbourg, Orquestra Sinfônica da UFBA, Camará Ensemble, Orchestre Philharmonique de Strasbourg, já tendo trabalhado em colaboração com compositores, diretores e intérpretes como, Gaël le Billan, Ivan Fedele, Aldo Brizzi, Lia Robatto, Fernando Fiszbein, Jan-Lathan Koenig, Duo Robatto, Niel Beardmore, Sylvain Courtney, Philippe Mouratoglou, entre outros. Sua polivalência o levou a atuar com o cinema, teatro e diferentes universos musicais, como na colaboração com Lia Robatto para a estréia da peça "Matavirgismo" (1997), com France 3 Télévision para compor para a trilha sonora do documentário franco-brasileiro "Emilio de Howald" (França, 2003), já tendo sido convidado de festivais como o Festival de Jazz de Vandoeuvre (Vandoeuvre/França, 2012), do 1° Rencontre Franco-Argentine de Musique Contemporaine (Paris/França, 2006), 3° Festival Internacional Vital Medeiros (São Paulo, 2009), Festival Teranga (Nancy/França, 2008 e 2010), Festival MAB (Música de Agora na Bahia, Salvador, 2014), e do II Festival Internacional de Músicas Exploratórias (São Paulo, 2014). Foi diretor de Festivais como Violão no Vila, (Teatro Villa Velha -2000), I Festival de Guitare de Laneuveville, (Nancy/França – 2009) e Festival de Violão Cristina Tourinho (UFBA, 2015/2016). Foi membro fundador da Orquestra de Cordas Pinçadas da UFBA (1998) e coordenou e fundou junto ao NEOJIBA (Núcleo de Orquestras Infanto-Juvenis da Bahia) o núcleo da Orquestra de Cordas Dedilhadas NEOJIBA (produção executiva, regência, formação musical e arranjos). Enquanto intérprete, obteve 1° prêmio do "VIII Concurso Nacional Souza Lima" (São Paulo, 1997), 2° prêmio do "II Concurso Nacional Musicales" (São Paulo, 1998), 2° prêmio do "III Coucours International de Fontainebleau" (França, 2001), 2° prêmio do "IV Concours International Forêt d'Orleans" (França, 2001) e 2° prêmio do "II Concours National de Ceyzeriat" (França, 2002) ADRIANO OLIVEIRA Nasceu em Salvador-BA no ano de 1983. Aos 14 anos interessou-se pelo violão começando pela música popular, principalmente fazendo acompanhamento de canções, mas logo ficou fascinado por solos, especialmente do violão clássico. Em 2003 participou das Oficinas de Violão da Universidade Federal da Bahia (UFBA), para no ano seguinte ingressar na Graduação em Instrumento (Violão) nesta mesma Universidade. Estudou com a Professora Dra. Cristina Tourinho e com o Professor Dr. Mario Ulloa, tendo se formado em 2008. Entre os anos de 2009 e 2011 foi tutor de um curso de Licenciatura em Música modalidade EaD oferecido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), no qual trabalhou produzindo materiais para o ensino de violão e atuou no polo presencial de Irecê-BA. Em 2011 retornou para Salvador para assumir o cargo Músico-Violonista da UFBA e desde então atua como membro da Orquestra de Violões e ministra aulas nos cursos de Extensão. Em 2015 concluiu o Mestrado Profissional em Música pela UFBA, na área de concentração Educação Musical, sendo o título do seu trabalho: Iniciação ao violão utilizando acompanhamento de canções - Uma Proposta Metodológica, tendo como orientador o Professor Dr. Robson Barreto DIEGO ESTEVES Natural de Recife-PE, Diego Esteves iniciou seus estudos em música aos 13 anos no Conservatório Pernambucano de Música - CPM. Aos 14 anos ganhou o 3º prêmio no I Concurso de Violão do CPM. Desde 2012 mora em Salvador- BA, onde estuda sob orientação do prof. Dr. Mario Ulloa na UFBA. Apresenta-se regularmente como integrante e solista da Orquestra de Violões da UFBA, além de recitais solo e música de câmara. Desde 2013 é bolsista do Programa Permanecer (Monitoria Orquestra de Violões) sob orientação do prof. Dr. Robson Barreto e mais recentemente integra o grupo de música contemporânea Camará Ensemble. Participou de importantes festivais de música como o II Seminário de Violão José Carrión, Recife-PE (2010), Festival em homenagem aos 50 anos de carreira do violonista Pernambucano Henrique Annes, Recife-PE (2010), I e II Festival de Violão da UFBA “Cristina Tourinho”, Salvador-BA (2015 / 2016), XXXI Festival Internacional de Inverno da UFMS-RS (2016), Festival de Música de Santa Catarina – FEMUSC (2018). Em Fevereiro de 2016 foi finalista do I Concurso Sul-americano de violão de Corumbá-MS e no mesmo ano ganhou uma Menção Honrosa “Amigo de la Guitarra” no XIV Concurso Internacional de Guitarra do Uruguai (Atlântida-Uruguai). Em Outubro de 2017 foi um dos 5 finalistas do VIII Concurso Nacional de Violão Fred Schneiter, Rio de Janeiro. Dentre diversos masterclass que participou, destacam-se importantes violonistas como Álvaro Pierri, Eduardo Isaac, Luis Orlandini, Tino Andersen, Gilson Antunes, Glauber Rocha, Vladimir Bonfim, Thiago Colombo, João Paulo Figueirôa, João Carlos Victor e Mariam Renno-Boccali. GRUPO TOQUE BRASILEIRO Formado por Bernardo Manso (bandolim), Paulo Victor(cavaquinho), Antônio Carlos (Violão), José Carlos Reis (Violão 7 cordas) e Jefferson Argôlo (Percussão), desde 2015 o conjunto vem desenvolvendo um trabalho que evidencia a riqueza da música popular instrumental brasileira com um repertório que vai desde os clássicos do choro e frevo, até o samba-jazz. Em 2016 o grupo se apresentou em um dos mais importantes festivais de música da Europa, o SEPTEMBRE MUSICAL-MONTREUX-VEVEY (Suíça). Atualmente o grupo vem desenvolvendo seu trabalho nos principais espaços culturais da cidade de Salvador.
  4. adrianoviolonista

    Milagre dos Peixes

    Nonato Luiz possui um disco só com arranjos de música de Milton Nascimento, acho um dos discos mais bonitos de Violão. Nonato Luiz - Toca Milton Nascimento (1990): https://www.youtube.com/playlist?list=PLm52hz-MtxtanbB7VosRvMII0csnxM0Z4
  5. adrianoviolonista

    Violão Eletoacústico - Indicações

    Olá Pessoal, Eu gostaria de pedir indicações de violão eletroacústico na faixa de 2000 - 2500? Eu vi o violão CGX 122 msc da Yamaha nessa faixa de preço, parece que ele possui a mesma captação dos NCX: https://www.multisom.com.br/produto/violao-classico-yamaha-cgx122msc-natural-eletrico-cordas-de-nylon-e-com-afinador-15475 Se alguém tiver alguma outra sugestão... Obrigado!
  6. adrianoviolonista

    Violão Eletoacústico - Indicações

    Este Rozini não tem a largura da pestana menor?
  7. adrianoviolonista

    Violão Eletoacústico - Indicações

    Eu já testei o silent da Yamaha, mas ainda prefiro o timbre do ncx. Além disso um Violão eletroacústico tem um sonzinho acústico que torna mais versátil. E também não costumo tocar com banda...
  8. adrianoviolonista

    Violão Eletoacústico - Indicações

    Gostaria de agradecer todas as dicas! Dilson a ideia é um Violão pra tocar plugado mesmo. Eu tive um ncx, mas precisei vender ano passado. Achei que talvez fosse difícil encontrar ele nessa faixa de preço, mas vou procurar um usado... Obrigado!
  9. Olá, Acredito que o ideal seria testar o violão antes de comprá-lo, como vai começar aprender poderia pedir a um amigo que toque para testar. Eu posso falar da Yamaha, cujos os violões tenho visto certa regularidade na qualidade, da Giannini, não tenho testado ultimamente, mas um tampo maciço geralmente é melhor que laminado. Quanto ao tensor é relativo, alguns Violões que não possuem podem não empenar nunca. E outros mesmo com tensor podem não conseguir desempenar com o tensor dependendo do grau do empeno... Eu compraria o que tivesse o melhor som e tocabilidade, mas teria que testar...
  10. Olá Pessoal, Gostaria de compartilhar esta música de minha autoria chamada Baiãofusão! Foi gravada no Estúdio 12 por 8 com meu amigo Pablo Moreno Pires. Adriano Oliveira
  11. adrianoviolonista

    Baiãofusão - Adriano Oliveira (música autoral)

    Obrigado! O Título dela na verdade demorou para sair... Eu toquei para alguns alunos e uma aluna me falou que a música parecia uma confusão, aí só fiquei com isso na cabeça daí pensei a chamar de Baiãofusão, uma confusão de baião, hehe Mas acho que pode ser interpretado como uma fusão de elementos da música nordestina.
  12. adrianoviolonista

    Baiãofusão - Adriano Oliveira (música autoral)

    Eu também gosto muito da quarta aumentada, aliás os modos da música nordestina me deixam fascinado, bem como o ritmo do baião. Deve ser porque meu pai tinhas discos de Luiz Gonzaga e eu escutava desde muito pequeno, achava fascinante como ele fazia as inflexões melódicas tanta no dórico quanta no mixolidio, e a quarta aumentada... Mas confesso que nessa música tive influências de Elomar e Nonato Luiz hehe
  13. adrianoviolonista

    Baiãofusão - Adriano Oliveira (música autoral)

    Obrigado Eugênio! Engraçado que muitas vezes quando compomos não pensamos no que estamos fazendo, mas você fez uma análise muito interessante que agora me dei conta. Por outro lado acho que existe um mito de que a tonalidade maior é alegre e que a menor é triste. Se bem que o mi menor da minha música é modal, mas de qualquer forma gosto de ouvir a opinião de quem está com um olhar externo. Quanto a gravação, foi feita no estúdio de um amigo aqui em Salvador, ele realmente é um profissional de extrema competência e tem equipamentos de primeira linha, acho que Marcos César já gravou lá também...
  14. adrianoviolonista

    Violões de loja

    Olá pessoal, pesquisando na internet achei este Violão da Giannini: http://www.musitechinstrumentos.com.br/Produto_10553,361/Cordas/Violao/Violao-Nylon/Violao-Giannini-GNC-4-EQ-Asturias-B-Band.html Alguém já viu este Violão de perto? Pelas especificações é todo feito com madeira maciça. Eu tive um Giannini com essa captação B-band, eu achava muito boa, mas acabei vendendo ele... Agradeço que puder dar alguma informação!
  15. adrianoviolonista

    Capotraste

    Olá, Tenho um desse planet waves, de todos que eu vi é o melhor, ele ajusta com previsão a pressão e é muito fácil de tirar e colocar. Tem uns que são tipo presilha que são muito duros... no stringsbymail acho que não sai tão caro.
  16. adrianoviolonista

    Violão Eagle Emn880c Nt

    Olá Dilson, O violão já vi é razoável, agora está captação não lá essas maravilhas, tem um microfone e um captador de rastilho. O problema é que nem sempre dá pra dar um ganho bom no microfone por causa de feedback. E já várias pessoas terem problema com esta captação, em violões de outras marcas. Acho que se aproveitam do nome Fishman pra vender, a Eagle vende com outro nome clássica blend, mas é mesma presys blend, que é bem baratinha...
  17. adrianoviolonista

    Onde é como experimentar violões

    Acho que a facilidade de se comprar violão pela internet, inclusive entrando em contato direto com os luthiers, talvez tenha tornado esse tipo de negócio inviável economicamente. Por outro lado acho uma pena não termos lojas para testar e escolher um violão na hora. Muitas vezes testamos um violão, gostamos e quando encomendamos com o luthier, o violão não atende a expectativa.
  18. adrianoviolonista

    Música VS Entretenimento

    Olá, concordo com o que Eugenio diz. Gostaria apenas de acrescentar que a mídia e a propaganda de massa acaba moldando o gosto musical. Se determinado artista paga para tocar toda semana no Faustão, ele vai fazer o gosto de muita gente, embora seja de qualidade duvidosa. Diferente da cultura popular que é algo mais espontâneo...
  19. adrianoviolonista

    Captador Jackcap 4 Pro para violão

    Eu vi no mercado livre por 779, mas com o pré que vem junto não precisa de um iphone ou ipad pra funcionar...
  20. adrianoviolonista

    Captador Jackcap 4 Pro para violão

    Esse eu achei muito prático, fiquei com vontade de comprar! Resta saber se o som é bom...
  21. adrianoviolonista

    Arranjo para violão solo - Conhecimento X Talento

    Lembro do caso de Armandinho Macedo que não conhece nada de teoria. Uma pessoa próxima a ele me relatou que ele nunca estudou tanto assim, mas como ele começou muito cedo, acho que poucas horas já faz muita diferença. Mas é aquele caso de genialidade raro, eu acho...
  22. adrianoviolonista

    Violão Clássico de Maple

    Olá, sei que goma laca no tampo faz muita diferença, não sei qual o a diferença com relação às laterais. Mas aqui em salvador é quente e úmido, acho que prefiro o PU mesmo para as laterais, acho que protege melhor contra o suor.
  23. adrianoviolonista

    Violão Clássico de Maple

    Olá, Já faz mais de um ano que falei com o Lúcio sobre preços, acho melhor falar diretamente com ele, está no facebook e é super gente boa. Se tiver dificuldade me fala que posso te passar o número dele.
  24. adrianoviolonista

    Violão Clássico de Maple

    Acho que o Lucio Jacob faz um modelo torres com maple, mas nunca toquei, tenho curiosidade...
  25. adrianoviolonista

    Soundport

    Mas veja bem, eu não disse que com o sond port diminui a projeção, só relatei que o último violão que comentei parecia ter pouco som de longe enquanto tocando era muito bom. Mas sinceramente, acho que você deveria testar, inclusive mais de uma vez para você tirar suas próprias conclusões. Afinal tem muita gente que gosta do sound port, outros nem tanto...
×