Jump to content

humbertotete

Members
  • Content Count

    1,711
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About humbertotete

  • Rank
    Old Member
  • Birthday 09/12/1978

Contact Methods

  • MSN
    humbertotete[ARROBA]hotmail.com
  • Website URL
    http://www.humbertoyoji.fot.br
  • ICQ
    0

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo, SP
  1. Bom, vamos deixar pré-agendado para o dia 30/11 então? Paulo pode?
  2. Eita, encontrinho difícil esse... Se for pra outro domingo, eu estou livre dias 16 e 30/11.
  3. Dia 9/11 aparentemente está bem bacana pra mim também! Vou ver se consigo convencer o Armando Ferreira e o Régis Bonilha a irem dessa vez sem dar o cano...
  4. Mas e o Mário, será que pode dia 9/11? Será que a gente gosta mais do Mário ou do Pedro? rsrs
  5. Dia 9/11 eu posso também, pelo menos por enquanto
  6. Dia 2/11 pra mim está tranquilo por enquanto!
  7. Também só tenho violão velho para levar... Mas posso levar uns amigos pra completar a roda de choro!
  8. Ah, que legal que rolou esse encontro, muito bacana! Mas não tem fotos nem vídeos? Sei não, ainda desconfio da existência do Eugenio, rsrs...
  9. O difícil vai ser ele ficar alguns meses sem tocar, duvido que aguente! Mas tomara que sim, porque senão pode comprometer a recuperação...
  10. Uma grande perda mesmo! Confesso que demorei para conhece-lo, mas tenho um CD dele aqui e gosto muito dele. Multi-instrumentista e grande compositor, uma pena que seja desconhecido do grande público...
  11. Acabou ficando meio em cima da hora, mas esse fim de semana tem inauguração do SESC Campo Limpo, e a programação musical está excelente! Quem estiver a fim de ver uma roda de choro das boas, vai ser domingo (1/6) às 16h: http://www.sescsp.org.br/programacao/35139_RODA+DE+CHORO A velha e a nova geração do Choro de São Paulo se encontram numa roda formada por alguns dos maiores nomes do gênero: os mestres do violão Zé Barbeiro, Luizinho 7 Cordas e Israel Bueno de Almeida; o bandolinista Izaías Bueno de Almeida; o cavaquinista Milton de Mori e o flautista Toninho Carrasqueira. Da nova geração: o clarinetista Alexandre Ribeiro, a pandeirista Roberta Valente e o gaitista Vitor Lopes. No repertório, clássicos de compositores tradicionais como Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Zequinha de Abreu e modernos como Zé Barbeiro, Alexandre Ribeiro, Toninho Ferragutti, Moacir Santos, entre outros. Uma moçada responsa, e alguns dos melhores violonistas de choro da atualidade. O SESC Campo Limpo é meio afastado (do lado da casa da minha namorada, rsrs), mas o melhor de tudo é que é de graça! Nós estaremos lá com certeza, se alguém mais quiser ir, me avise! Aproveitando, não tem a ver com violão, mas é música da mais alta qualidade. No mesmo SESC Campo Limpo, no mesmo domingo, 1/6, só que às 11h, vai ter Banda Mantiqueira e Fabiana Cozza, show de bola: http://www.sescsp.org.br/programacao/35136_BANDA+MANTIQUEIRA+E+FABIANA+COZZA A big band capitaneada pelo clarinetista, saxofonista e arranjador Naylor Azevedo (Proveta) recebe a cantora Fabiana Cozza para uma apresentação que homenageia grandes compositores brasileiros como Noel Rosa, Ary Barroso, João Bosco, Jorge Benjor, Adoniran Barbosa, Dorival Caymmi, Cartola, Nelson Cavaquinho, Wilson das Neves, entre outros. Formada em 1991 e com diversas apresentações internacionais em seu histórico, a Banda Mantiqueira extrapola os clichês das big bands norte-americanas e incorpora uma sonoridade bem brasileira, criando uma identidade musical sofisticada e original. A paulistana Fabiana Cozza é reconhecida por sua versatilidade e belo timbre de voz. Tem em seu currículo tributos à Clara Nunes e Edith Piaf. Também de graça, e também estaremos por lá! Abraços
  12. This is one of the best albuns in my opinion, very good indeed, really like it! I like the first track, the medley with many sambas, beatiful! But I don't like any of his sons, Jair Oliveira nor Luciana Mello...
  13. Se não gosta muito mas está disposto a conhecer mais, dá uma olhada nos trabalhos antigos dele, particularmente o "Dois na Bossa" (1º volume), com a Elis Regina, eu acho fantástico!
  14. A Mônica tem um estilo meio peculiar, que realmente não agrada a todos, mas eu sempre gostei muito. É impressionante o absoluto controle que os 3 têm sobre seus instrumentos, de babar mesmo! O Proveta é provavelmente o meu maior ídolo vivo na música (e um dos maiores de todos os tempos).
×
×
  • Create New...