Jump to content

Sapopemba

Members
  • Content Count

    122
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Sapopemba

  1. Sapopemba

    digiorgio

    Eu me referi ao endereço do fabricante, mas o endereço da loja também pode ajudar a estimar a data de fabricação, bastando descobrir em que ano essa loja fechou (se é que fechou). Se não conseguir resposta satisfatória aqui, sugiro que pesquise outros fóruns de violão no Brasil. Você também pode consultar o site da Di Giorgio e mandar um e-mail: www.digiorgio.com.br
  2. Sapopemba

    digiorgio

    Provavelmente está escrito Romeu Di Giorgio Instrumentos Finos Há um selo cobrindo parte do selo original, impedindo que se leia o endereço. Pelo endereço daria para ter uma ideia da época em que o violão foi feito. Eu acho que esse violão foi feito na década de 40 ou, no máximo, 50, mas não sou especialista no assunto.
  3. Não é o mesmo arranjo, pois versão da ABRSM é para violão solo. Há várias gravações amadoras no Youtube, como esta aqui: https://www.youtube.com/watch?v=JbZPefz4aLA
  4. Songbook não sei se tem, mas tem um arranjo para violão de Senhorinha, adotado no exame da ABRSM (grau 5).
  5. Tem também o songbook do Guinga, The Music of Guinga, pela gravadora alemã Acoustic Music Records.
  6. Sapopemba

    Chovendo na Roseira

    Não sei se é bom, pois não cheguei a tocar, mas sei que a Bruno Quaino publicou um arranjo dessa música para violão.
  7. Troquei um Playstation 3 por um violão folk que está sem nut e rastilho. Ele tem um captador piezo cujo terminal de contato fica alojado entre o cavalete e o rastilho. Acho que esse terminal de contato acaba amortecendo a vibração do rastilho no cavalete, o que, creio, prejudica o resultado sonoro do violão. Penso em retirar esse terminal para que o rastilho fique em contato direto com o cavalete. Alguém sabe se o ganho sonoro que se teria com a remoção do terminal (se é que há algum) costuma ser significativo?
  8. Obrigado pela resposta. Dr. Pacheco. O captador é um Fishman, que vem no violão Tagima Juninho Afram. Abraços
  9. Sapopemba

    Case e Semi Case para um violão "simples" (indicação)

    Melhor um case, mas como não saio de casa com o violão, uso um hard bag da Solid Sound, que protege muito mais que uma capa. Eis o link: http://www.solidsound.com.br/produto/146-hard-bag-violao
  10. Sapopemba

    Violão TS1 - Irmãos Carvalho

    Se puder, compre o TS3, vale a pena.
  11. Sapopemba

    Opinião violão iniciante

    Experimente os violões da Rozini, há modelos com o braço mais fino.
  12. Sapopemba

    Entrevista com o Fabio Zanon na Record News

    Valeu, CarlosEdu, muito obrigado pela dica!
  13. Muito obrigado por indicar esse documentário e até o momento em que o comentário é feito. Tenho ele em DVD, mas acabei deixando para assistir mais tarde e acabei esquecendo.
  14. Não tenho registro do Lyra e do Menescal tocando violão antes da gravação de Chega de Saudade feita pelo João, mas acho que eles estavam mais preocupados em tocar como o Barney Kessel do que em criar ou reproduzir uma batida semelhante à da bossa nova, consagrada pelo baiano. Eles declararam algo a esse respeito? Se sim, onde? Acho importante analisar cada item separadamente (não é isso que se faz quando se divide uma música em melodia, harmonia, ritmo e letra?), até para ao fim se concluir, talvez com surpresa, que um todo inovador é resultado de partes não inovadoras.
  15. Menescal e Lyra vieram depois do João. Quanto ao Bonfá, se conhecer uma gravação dele anterior a 1958 com acompanhamento de violão semelhante ao da bossa nova, peço que informe aqui. Acho que ninguém discute se o padrão de violão bossa nova foi estabelecido pelo João Gilberto. Mas estabelecer é diferente de criar e é a criação que coloquei em discussão. Dado que João Gilberto é apresentado como o criador da batida da bossa nova (vide, por exemplo, o livro do Ruy Castro), é natural que se procure verificar a veracidade dessa afirmação. Luis Nassif fez uma afirmação contrária ao entendimento propagado e até hoje eu não soube de ninguém que tenha ouvido a citada gravação do Trio Surdina, comparado com a de Chega de Saudade do João e dito que o Nassif está enganado.
  16. E quanto à famosa batida, acham que João Gilberto apresentou alguma inovação? Luis Nassif diz que ela já existia numa gravação, de 1953, de uma música do Garoto pelo Trio Surdina. Segundo Nassif, essa gravação "mostra pela primeira vez, de forma irrefutável, a batida incorporada por João Gilberto, nos seus primeiros LPs. Idêntica! Com o tempo, João Gilberto aprimoraria especialmente os bordões. Mas no "Chega de Saudade", ainda era uma cópia completa da batida mostrada por Garoto"*. Abaixo, a gravação citada pelo Nassif: https://www.youtube.com/watch?v=-iXhOq8y0Xg * Fonte: http://jornalggn.com.br/noticia/o-relogio-da-vovo-de-garoto-obra-seminal-e-desconhecida-da-bossa-nova
  17. Happy New Year, Stu. It seems your blog is reclosed.
  18. Muito obrigado pela dica!
  19. Fechando a santíssima trindade do violão brasileiro, não vou nem postar vídeo, apenas citar Berimbau, do Baden Powell.
  20. Vou pesquisar sobre Se ela perguntar, acho que vale a pena. Esta outra tenho certeza de que a primeira gravação comercial foi feita com letra: https://www.youtube.com/watch?v=9flXTMh8Jp4 E a versão para violão solo, do centenário autor: https://www.youtube.com/watch?v=WwbrF9cPops
  21. Se ela perguntar, do Dilermando, tem letra, mas não sei se foi originalmente feita para ser cantada.
  22. Eu também não gostava do braço dos violões TS Emanuel Carvalho e por isso nem cogitava comprar um, mas o projeto dos violões da série TS mudou e passou a levar a assinatura Irmãos Carvalho. Este ano meu professor comprou um TS4 novo e achei o braço muito melhor, tanto que acabei comprando um TS5. Então sugiro aos que tenham experimentado os violões TS Emanuel Carvalho e não gostado do braço que testem os TS Irmãos Carvalho, pois podem ter uma boa surpresa.
  23. Eu recomendo os violões TS5 e TS6 dos Irmãos Carvalho. Comprei o TS5 há pouco mais de um mês e estou gostando muito dele.
  24. Sapopemba

    Francisco Araújo, Violão a moda antiga...

    Na série de programas de rádio do Fábio Zanon há gravações do Francisco Araújo. Por exemplo, no segundo programa sobre luthiers, onde ele toca uma composição própria, o Prelúdio Apoteótico nº4 e aí se constata que ele tocava muitíssimo melhor do que nesses vídeos mais recentes.
×