Jump to content
Orlando

Violões Artesanais e seus Preços.

Violões Artesanais e seus Preços  

72 members have voted

  1. 1. Você acha justo os preços praticados por alguns luthiers brasileiros entrte R$7.000,00 e R$ 12.000,00?

    • Sim
      46
    • Não
      27
  2. 2. Você compraria um violão dos luthiers brasileiros, na faixa de R$ 7.000,00 a R$ 12.000,00?

    • Sim
      42
    • Não
      31
  3. 3. Você tem recurso financeiro suficiente para arcar com um custo de R$ 7.000,00 a 12.000,00 por um violão?

    • Sim
      25
    • Não
      48


Recommended Posts

.....então continuo tendo dificuldade de entender como é que os intermediários causaram essa explosão de preços que vocês estão falando.

A questão é que alguns luthieres de ponta (os que são puxadores de preço) foram convencidos pelos intermediários a aumentarem os seus preços no mesmo momento, de forma significativa e de forma não concorrencial desencadeando um aumento geral dos preços dos outros luthieres que se posicionam no mercado como seguidores de preço. E o que eu repudio é que foi com um discurso benevolente, de beneméritos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obviamente isso explica uma boa parte do aumento dos preços e só foi possível por um fomento na economia com aumento do poder aquisitivo.
Em resumo, o que tenho a impressão é que agiram, no jargão econômico, em forma de conluio, mesmo que não tenha sido de forma premedita ou pensada, contribuiíram significativamente para esse aumento exorbitante dos preços dos violões.

Edited by Dilson

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dilson, eu nem estou questionando a existência dos intermediários (ou dealers, como chamam agora), estou apenas olhando pros números. Eu comprei meus primeiros violões de luthier em 2005-2006, e naquela época os preços típicos ficavam na faixa de 5.000 reais. Os dealers teriam que ter feito o preço dobrar para acompanhar o salário mínimo, mas não é isso que a matemática demonstra.

Sérgio Abreu é um dos poucos que consistentemente vendem acima de 10.000 já faz um tempo, e pela lógica inflacionária que eu vejo sendo proposta no tópico, ele deveria estar vendendo acima de 20.000 hoje em dia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há uns 3 ou 4 anos atrás, um violão top do Arone, Samuel Carvalho era em torno de 6 mil reais, hoje está entre 10 a 12mil.

Top Sérgio Barbosa era 3,5 mil, hoje 6 mil.

Top Lineu Bravo, era uns 5 mil, hoje na faixa de 8 mil

são os que eu me lembrei rapidamente.

Edited by Dilson

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não foi que os preços subiram gradualmente ao longo de 4 a 5 anos, mas deram um pulo (ação dos atravessadores) de um ano para o outro e depois estabilizaram.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então foi mais ou menos pelos idos de 2010 que a coisa estourou?

O Lineu seria um caso que eu provavelmente deixaria de fora, ele ganhou muita projeção construindo violões pro Guinga e pro Maogani, acho que isso teve muito mais relevância que a atuação dos "dealers".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não lembro exatamente qual foi o ano, mas acho que foi por aí sim.

Em relação ao Lineu eu concordo com você.

No caso do Sérgio, que eu até acho que pela qualidade dos violões dele ele poderia até cobrar mais do que faz e ele não faz nenhuma propaganda ou grife, também não foi ação de atravessadores diretamente, mas como ele se posiciona no meio dessa pirâmide, e como os preços são relativos, quando os de ponta aumentaram "artificialmente" ele aumentou junto (o que é justo economicamente).

Edited by Dilson

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na economia brasileira a presença do atravessador, intermediário seja lá o que for, causa aumentos de preços dos produtos aos consumidores finais. No caso de violões não se vê intermediário operando com luthier iniciante, por que? Porque com luthier iniciante ele não se cria, simples assim. Há relatos que tem luthier, no Brasil, com certa bagagem que só vende seus instrumentos através de atravessadores. Isto inevitavelmente puxa os preços pra cima. E esta ação vira uma cadeia. O luthier X embalado pela boa conversa do "benemérito" passou digamos de 12K para 16K, outro passou de 7K para 10K. O iniciante e o intermediário, que também não são bestas, passaram seus instrumentos de 2K para 3K, de 3K para 5K, etc. Obviamente esses valores são apenas a título de exemplo. A "cascata" é inevitável. Duvido que apareça "dealer"/benemérito para luthier sem projeção.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...