Jump to content
dessinha

Di Giorgio Alta Classe 1969

Recommended Posts

Tenho esse violão, muito conservado...

Di Diorgio

Série Artística

Violões Alta Classe

Autor nº 3

Ano: 1969

e mais a assinatura de Romeo Di Giorgio

Gostaria de saber, se alguem sabe quanto está valendo ele.

Lembrando que esta todo original.

Obrigado,

Isa

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isa,

Não sei se existe uma cotação para esse tipo de instrumento. Se estiver em perfeitas condições, você pode conseguir 1.500 reais, por exemplo. Isso vai depender de como e para quem o instrumento vai ser vendido. Músico costuma não ter grana e pechinchar muito, colecionador é que tem bolsos mais folgados e paga melhor. É bom consultar o Mercado Livre ou os sites de venda pra ter uma idéia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isa,

Primeiramente, seja bem vinda! Seria bom se voçê pudesse postar fotos pra o pessoal poder opinar com mais segurança em relação ao preço...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Isa,

Primeiramente, seja bem vinda! Seria bom se voçê pudesse postar fotos pra o pessoal poder opinar com mais segurança em relação ao preço...

Acredito que no máximo R$ 1.000,00, visto que um autor nº 3 novo vale 800,00 +/-, e este como é antigo vale mais, . Não vale tanto, por ser construído com fundo e laterais laminadas, não sendo madeira maciça, e portanto de 2ª qualidade!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na verdade existem violões Author 3 da década de 60 inteiramente maciços, não sei se todos, mas os que eu vi eram em pinho e jacarandá da Bahia maciços. Não dá pra comparar um author 3 de hoje com um da década de 60, primeiro por que é mais velho, pode ter sido bem tocado, e ter uma sonoridade diferenciada. O que ocorre é que existe quem pague bem num violão desses, quem não pague nada e quem pague pouco, muitas vezes compensa ficar com eles, visto que pode ter algum valor emocional. Mas é só uma opinião, penso que você pode pedir um valor um pouco mais alto pra poder ter uma margem de negociação, e oferecer ao maior número de pessoas possíveis. as vezes, ao tocar, o cidadão se apaixona pelo bicho...

um abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu já toquei em um Autor 3 de 1972, a lateral e o fundo eram laminados. Comparando com o meu Autor 3 de 1983, este de 1972 tinha um formato de braço mais confortável, e uma sonoridade parecida, tanto em termos de volume quanto de timbre, mas em compensação não afinava bem no final da escala. A assinatura no selo era a mesma do meu (Reinaldo diGiorgio).

Share this post


Link to post
Share on other sites
Na verdade existem violões Author 3 da década de 60 inteiramente maciços, não sei se todos, mas os que eu vi eram em pinho e jacarandá da Bahia maciços. Não dá pra comparar um author 3 de hoje com um da década de 60, primeiro por que é mais velho, pode ter sido bem tocado, e ter uma sonoridade diferenciada. O que ocorre é que existe quem pague bem num violão desses, quem não pague nada e quem pague pouco, muitas vezes compensa ficar com eles, visto que pode ter algum valor emocional. Mas é só uma opinião, penso que você pode pedir um valor um pouco mais alto pra poder ter uma margem de negociação, e oferecer ao maior número de pessoas possíveis. as vezes, ao tocar, o cidadão se apaixona pelo bicho...

um abraço

Só uma dúvida, essa história de quanto mais tocado melhor fica o violão, é verdade? Porquê ocorre isso?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×