Jump to content
Sign in to follow this  
Eugenio

Recital por compositor

Recommended Posts

Quais arranjos de canções do Noel existem pra violão solo?

Lembro dessas aqui:

Conversa de Botequim (Raphael Rabello)

Feitiço da Vila (Zé Paulo Becker)

Pastorinhas (Baden Powell)

Três Apitos (Mário Eugênio)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rapaz, assim, sem pensar, de sopetão, não tem como não escolher o Pixinguinha. Se não fosse ele, certamente seria algum outro compositor de choro, ou então o bom e velho Villa-Lobos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sem pensar na quantidade de peças ou transcrições já feitas para o instrumento:

Egberto Gismonti

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se for um recital de peças compostas exclusivamente para o violão (e não transcritas), há muitas opções.

a- compositores brasileiros: Villa-Lobos, Garoto e Dilermando Reis.

b- outros compositores: Agustin Barrios, Giulianni, Sor e Tárrega.

Eu, particularmente, optaria por Garoto ou Barrios.

nitsuga.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já fiz apresentações com toda a obra pra violão do Villa-Lobos e do Guerra-Peixe, ambas dão um recital inteiro. O próximo compositor erudito que pretendo fazer o mesmo é o Walter Burle-Marx. Se soubesse que nesse ano comemoram 100 anos do irmão dele, o Robeto Burle-Marx, estaria com esse programa pronto agora, mas talvez seja tarde demais. De vez em quando penso também no Garoto e no Baden Powell, mas tenho sérias dúvidas se sou a pessoa mais indicada pra fazê-lo. O Garoto ainda encaro, mas o Baden certamente me consumiria um tempo de dedicação exclusiva que não sei se algum dia vou ter.

Como ouvinte, acho que esse tipo de idéia funciona bem quando a obra do compositor tem muito contraste para o público, ao menos se estamos pensando em violão solo. Uma apresentação só com obras do Guerra-Peixe, por exemplo, para uma platéia não-brasileira soa muito do mesmo - e penso igual para Sor e Giuliani para a platéia do Brasil. No repertório violonístico, acho que estão entre os poucos compositores que aliam uma qualidade musical constante com uma produção prolífera e diversificada é o Brouwer, o Isaías Sávio e, para o público brasileiro, o Dilermando Reis.

Alguns compositores que admiro mas que só em condições muitíssimo especiais aguentaria ouvir uma apresentação de violão solo só com suas obras:

J. S. Bach, Joaquin Rodrigo, Giuliani, Sor e qualquer outro nome do classicismo, Milan, Narvaez, Mudarra e qualquer outro compositor da renascença, Tedesco, Tom Jobim, João Pernambuco, entre outros.

Acho que uma apresentação só com a obra de um compositor só tem algum valor se tem no mínima uma dessas duas funções: despertar o interesse do público pra um repertório que merece maior espaço nas salas de concerto, ou mostrar de uma só vez uma parte importante e reconhecida do "cânone do repertório" para aquela formação. Por exemplo, apesar de cansativo, adoraria ter a oportunidade de ouvir um recital só com sonatas para piano solo de Beethoven.

Acho que vários compositores do nosso repertório precisam urgentemente de uma reavaliação, e uma integral bem feita de suas obras seria uma boa contribuição para isso. Dilermando Reis e Baden Powell são, a meu ver, casos urgentes. Pouco a pouco os dois violonistas mais famosos que o Brasil já teve estão caindo no esquecimento total, e é preciso pôr a mão na massa enquanto ainda estão vivas pessoas que lembram que eles existiram. Mesmo aficcionados por violão e violonistas profissionais hoje em dia passam sufoco pra citar cinco composições de cada um desses compositores que têm uma produção ampla, diversificada e, repito, são provavelmente os violonistas mais famosos que nosso país já produziu.

O Alessandro Borges tocou apresentações só com Dilermando Reis em Brasília e Goiânia, e seria ótimo se ele apresentasse esse repertório em outras cidades. Uma gravação, então, certamente causaria uma reavaliação completa e, as pessoas saberiam que há muito mais que "Se Ela Perguntar" ali.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ernesto Nazareth.

Estou tentando catalogar o que já foi transcrito de cada compositor. No caso do Nazareth:

Odeon (fartura de arranjos, Carlos Barbosa-Lima, Raphael Rabello, Baden Powell, etc)

Eponina (Marco Pereira)

Batuque (Caio Márcio)

Coração que Sente (Nilo Sérgio, arranjo publicado na BGM No 5)

Brejeiro (Yamandu Costa)

Remando (Paul Jared Newman)

Ouro Sobre Azul (Maogani, 4 violões)

Apanhei-te Cavaquinho (Yamandu Costa)

Escovado (Raphael Rabello)

Escorregando (Yamando Costa)

Tenebroso (Mario Grecco)

Sem pensar na quantidade de peças ou transcrições já feitas para o instrumento:

Egberto Gismonti

Palhaço (Sérgio Assad, Zé Paulo Becker)

Loro (Daniel Wolff)

Agua e Vinho (Daniel Wolff)

Alegrinho (original)

Infância (Ulisses Rocha, Zé Paulo Becker)

Dancá das Cabeças (original)

Salvador (original)

Estudo No 5 (original)

Mutação (original)

Frevo (Ulisses Rocha, Marco Pereira)

Em Família (original)

Acho que vários compositores do nosso repertório precisam urgentemente de uma reavaliação, e uma integral bem feita de suas obras seria uma boa contribuição para isso. Dilermando Reis e Baden Powell são, a meu ver, casos urgentes. Pouco a pouco os dois violonistas mais famosos que o Brasil já teve estão caindo no esquecimento total, e é preciso pôr a mão na massa enquanto ainda estão vivas pessoas que lembram que eles existiram. Mesmo aficcionados por violão e violonistas profissionais hoje em dia passam sufoco pra citar cinco composições de cada um desses compositores que têm uma produção ampla, diversificada e, repito, são provavelmente os violonistas mais famosos que nosso país já produziu.

O Dilermando teve uma coletânea de suas composiçòes e arranjos feita pelo Raphael Rabello, mas também acredito que merecia mais. O Baden continua vivo e sendo regravado, o Marco Pereira fez uma suíte em homenagem ao Baden, o Yamandu toca o Choro para Metrônomo, o Bellinati regravou os afro-sambas e a mesmo geração mais nova continua citando o Badeco como herói.

Share this post


Link to post
Share on other sites
O Baden continua vivo

er... bem... não sei como te dar essa notícia de um jeito que não seja muito duro, Eugênio... mas é que... cara, seja forte:

O Baden morreu em 26/09/2000.

Sinto muito.

:34::icon_twisted:

E eu concordo com o Álvaro; o Baden precisa de alguém que faça uma revisão mais sistemática na obra dele.

Share this post


Link to post
Share on other sites
er... bem... não sei como te dar essa notícia de um jeito que não seja muito duro, Eugênio... mas é que... cara, seja forte:

O Baden morreu em 26/09/2000.

Sinto muito.

:34::icon_twisted:

E, desculpe, eu concordo com o Álvaro; o Baden precisa de alguém que faça uma revisão mais sistemática na obra dele.

Haha, essa foi boa! :risadinha:

Mário, eu confesso que no caso do Baden eu não concordo que ele careça dessa revisão sistemática. E digo um número cabalístico de motivos:

1. Dentre os violonistas, ele é o único que tem um site completo com a transcrição de suas composições e arranjos, discografia bem organizada, etc

2. Foi o único violonista brasileiro que teve uma caixa com os 13 primeiros CDs relançados

3. Teve uns 3 DVDs lançados

4. Discos antigos da década de 60 continuam sendo relançados

5. Tem 3 songsbooks editados e em catálogo

6. Clara Sandroni gravou com Mauricio Carrilho um disco completo só com canções do Baden

7. Sangue novo como o Yamandu, o Penezzi e o Tardelli se confessam influenciado diretamente pelo Baden

8. No mundo e no Brasil o Baden continua sendo gravado e influenciando gente

9. No DVD Brasileirinho o Baden é citado e tem música dele sendo tocada

10. É provavelmente o violonista brasileiro que mais recebeu músicas, arranjos e interpretações feitas em sua homenagem (Gismonti, Delmiro, Penezzi, Marco Pereira, Yamandu, etc)

11. O estudo da técnica do violão popular brasileiro passa necessariamente pelo jeito do Badeco tocar

Concordo que ele deve continuar sendo regravado e revisado, mas enfim, diria que o Baden ainda está longe do ostracismo e do esquecimento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...