Jump to content
Sign in to follow this  
Ivanhoé

Polegário Luthier

Recommended Posts

Polegario.

Há algum tempo atraz, andei perguntado e olhando pelos foruns a respeito de espessuras a serem utilizadas nos tampos, fundos e faixas.

O que alguns luthiers me informaram foi que para o fundo e faixas eu deveria sempre usar como referencia o Jacaranda da Bahia cuja espessura do fundo deveria ser 2,5 mm e nas faixas 1,9 a 2,0 mm.

No site do Roberto Gomes por exemplo http://www.gomes.guitars.nom.br/lutheriaframe.html, ele cita 2,4 mm para o fundo de Jacaranda da Bahia e 2,6 mm para o J. Indiano.

Daí eu fiz a relação de "densidade" média do Jacaranda da Bahia em relação a da Imbuia e cheguei ao valor de 3,4 mm para o fundo de Imbuia.

Como eu ainda sou garoto nesta arte, gostaria de saber qual a espessura média de fundo e faixas tanto para Imbuia quanto para o Jacaranda da Bahia, que voce sugere e utiliza nos seus violões, para que eu tenha um parametro seguro de partida para minha proxima construção.

Valeu. :thumbsupsmiley:

Eugenio.

Oi Emac!

Onde você achou essa referência do jacarandá indiano a 2,5?

Eu sempre usei como referência 2,0 e 1,9 , dessas medidas pra cima só uso em madeiras menos densas.

Um jacarandá com mais de 2.0 já vai ficando mais difícil de envergar também. (claro isso dependendo da densidade do jacarandá)

Agora esse lance de densidade, também depende muito.

Essa madeira que vc está vendo aí nas fotos é quase uma rádica, com partes muuuinto mais densas que outras.

Essas densidades são medidas por uma média, acho eu, pois se vc cortar uma peça de uma certa largura e picotar ela em vários pedaços, cada pedaço irá ter uma densidade diferente em uma mesma madeira.

Por isso, que as vezes vc escuta um luthier aqui e ali dizer que as mãos do luthier é que fazem a diferença, o tato com a madeira faz vc ir se familiarizando com elas, e sabendo qual vc pode afinar mais ou não.

Isso acontece com o tampo também.

Outra coisa que se tem que levar em conta são as espessuras internas, das estruturas, pois isso também influência no resultado final.

Se vc me perguntar a espessura final dos meus violões, eu nunca vou saber te dar essa resposta, pois eu faço um ajuste fino depois da caixa montada, como falei em um post acima.(depois vou ver se consigo comprar um medidor de espessura magnético pra essa finalidade rs) :thumbsup:

Abração!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Emac!!

Repare, que o Roberto diz, que essas espessuras são aproximadas, pois cada madeira possui uma história a parte.

Cada peça de madeira tem uma densidade individual.

Existem jacarandás muuuito densos que parecem ferro.

E também existem jacarandás bem menos densos.

O problema maior é que existem muitas variantes,

e tudo se resume no teu tato com as madeiras, como é o raio de curvatura do fundo, como são as medidas das travessas, quantas travessas vc usa, qual a densidade das madeiras dessas travessas, e por aí vai...

3,4 mm pra imbúia " eu " acho um pouco demais, mas.... dependendo da imbúia Que vc usar, se ela não for tão densa assim, acho até que poderia...

Eu como disse, não trabalho com medidas específicas e sim com a resposta ao teptone com a caixa já fechada.

Esses cálculos são feitos através do peso?

Abração!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fiquei encucado com nossas duvidas sobre as madeiras do Mario J. Passos do Raphael, e fui "consultar os universitários" :lol:

Segundo o Luhtier Ricardo Dias, que conheceu os referidos instrumentos, o M.J. Passos fez dois violões ao Rapha, ambos com tampo de cedro. O Primeiro tinha laterais e fundo em Muçutaiba (muitíssimo semelhante ao Jacarandá Bahiano), e o segundo era confeccionado em Imbuia, como este que o Polegário está construindo e eu esperando ansiosamente!!! heheheh

O Primeiro dos violões, pode ser ouvido no disco "Raphael Rabello" de 1988.

Abraço!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Polegario.

O calculo que fiz foi uma relação (divisao), entre a massa especifica do jacarandá baiano e a massa especifica da Imbuia.

O Jacarandá é cerca de 36% mais denso que a Imbuia, ou seja, 2,5 mm de Jacaranda x 1,3 = 3,4 mm de Imbuia.

Pode ser feita a relação de densidade das madeiras também, dá no mesmo.

Os dados do Jacaranda, encontei por ai, na Internet, aqui não me lembro aonde, já teve diversas discursões a este respeito também.

So uma coisa, no sentimento, voce acha que 2,6 mm de espessura na Ibuia tá bom pro fundo? É que tenho umas pecas de Imbuia com esta espessura.

Valeu,

Eugenio. :thumbsupsmiley:

Oi Emac!!

Repare, que o Roberto diz, que essas espessuras são aproximadas, pois cada madeira possui uma história a parte.

Cada peça de madeira tem uma densidade individual.

Existem jacarandás muuuito densos que parecem ferro.

E também existem jacarandás bem menos densos.

O problema maior é que existem muitas variantes,

e tudo se resume no teu tato com as madeiras, como é o raio de curvatura do fundo, como são as medidas das travessas, quantas travessas vc usa, qual a densidade das madeiras dessas travessas, e por aí vai...

3,4 mm pra imbúia " eu " acho um pouco demais, mas.... dependendo da imbúia Que vc usar, se ela não for tão densa assim, acho até que poderia...

Eu como disse, não trabalho com medidas específicas e sim com a resposta ao teptone com a caixa já fechada.

Esses cálculos são feitos através do peso?

Abração!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é Emac!!

Eu penso que qualquer desses cálculos, serão sempre baseados na "média"

Pois, cada peça é única, entende? daí o que vai valer mesmo será o sentimento o tato.

Bom, que dá pra fazer dá sim, mas, como disse, vc tem que compensar nas travessas do fundo e arqueamento dele.

Ivan,

Agora depois da sua resposta, tive reparando, e dá pra perceber pelos vídeos que não parece o indiano...

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi pessoal, td bem? Meu nome é Tobias. Eu estava olhando o passo a passo dos Luthies e gostei muito, principalmente o do Polegário e do Sforcin.Moro aqui na Bahia e tive facilidade em encontrar as madeiras que vi no outro tópico. Nunca fiz nenhum violão, mais baixei as fotos e resolvi me arriscar a dar uma de Luthier, rsrsrsr. O resultado ficou bom. A afinação e o som tb ficaram bons. Queria saber se tem algum lugar que posso postar as fotos como amador? Valeu galera!! Polegário e Sforcin são os mestres!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Tobias!!

Seja bem vindo ao fórum!!!

Pode mostrar pra gente, nessa área de luthiers mesmo...

É só abrir um tópico exclusivo para isso :thumbsup:

Abração!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá..Bom dia..eh prazeroso ver e ler o site..

Gosto muito do talento destes luthiers e também dos ensinamentos aqui repassado..

Apartir de agora estarei com vocês aqui.. aumentando a família dos apaixonados por instrumentos músicas..

Sou entusiasta a esta arte que se mostra tão bela e assim irei coletando informações dos senhores até me sentir hábil a iniciar esta arte..

Polegário, seu trabalho é divino, as fotos do Julian são magnificas e os comentários do pessoal bem pertinente..

Até mais..

єภg.є๔єภ™

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...