Jump to content
Sign in to follow this  
Eugenio

A Música de Ulisses Rocha

Recommended Posts

Algo me diz que você fez essa gravação Eugenio... mas posso ta enganado.

Ele ja voltou pro Brasil ou ainda ta ai?

Engraçado que poucos acordes e a gente ja sabe que é ele.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fui eu que fiz esse, sim... Ele está tocando com uma introdução um pouco mais longa, antes da música começar a pegar fogo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Eugenio, td bem?

Bom, eu admiro o trabalho do UR há muito tempo, desde quando ele se apresentou com o Al Di Meola aqui no Brasil (eu tenho o show gravado da TV Cultura de 1986).

Sobre as músicas dele, sempre me pareceram de uma difícil definição mesmo - e de uma estética ímpar. Vc comentou que ele tem já escrito todas as próprias músicas. Será que eu consigo pegar algumas delas com ele mesmo? Eu já andei tirando de ouvido a duras penas alguma coisa, mas sempre algo fica faltando e convenhamos, não são nada triviais.

Se vc puder me mandar o telefone dele, ou alguma forma que eu possa contactá-lo com mais facilidade eu lhe agradeceria muito. Em particular...

Obrigado!

Share this post


Link to post
Share on other sites

urfoto.jpg

Pergunta: você tem um estilo diferente nas concepções musicais e na forma de tocar. Como chegou a isso?

Ulisses Rocha: o estudo da guitarra influenciou profundamente a minha música.

Iniciei tocando violão clássico e dois anos mais tarde migrei para a guitarra. Tinha aulas com o Antônio Manzione, em São Paulo. Acontece que ele se mudou para Santos. Então resolvi não procurar outro mestre, pois tinha um apego muito forte em relação ao Mazione. Comecei a tocar de ouvido e passei anos fazendo isso. Bastante tempo depois fui descobrir que esta técnica fazia um bem enorme ao meu aprendizado.

Pergunta: o que esta experiência com a guitarra trouxe para sua carreira?

Ulisses Rocha: transportei os ensinamentos da guitarra para o violão. A única diferença é que ao invés da palheta utilizava os dedos. Mas no começo era apenas uma brincadeira. Daí, sem perceber foi nascendo uma forma diferente de encarar o violão. E isso foi se potencializando, até que chegou um ponto que eu tinha um estilo de tocar particular, impregnado de uma série de informações que não vinham do violão tradicional. Esta é a razão pela qual o meu estilo ficou um pouco diferente.

Pergunta: você ainda mantém esse processo?

Ulisses Rocha: hoje em dia continuo experimentando novas possibilidades, não só em relação ao rock, pois sou um músico meio inquieto. Quando começo a aprender uma determinada linguagem já canso e quero partir pra outra coisa. Ultimamente tenho me dedicado a questão da eletrônica. A minha proposta é levar o violão para outras fronteiras.

Pergunta: na parte técnica, como analisa a sua formação?

Ulisses Rocha: é difícil explicar. Diria que a base é a música clássica, mas sofro influência do flamenco e do choro. Por exemplo, a escola moderna dá prioridade ao toque sem apoio, algo mais livre. No entanto, gosto de apoiar o polegar, o que já é uma influência do flamenco. Diria que a minha formação é erudita, com algumas características do popular.

Pergunta: você ainda sente a influência do violão clássico?

Ulisses Rocha: sim. Não consigo desconectar-me do violão clássico. No entanto, não possuo um domínio estilístico tão profundo quanto o violonista profissional. Por exemplo: não saberia como interpretar perfeitamente uma peça de Bach dentro dos padrões do violão erudito. Mas a estrutura técnica para fazer isso, tenho. É só uma questão de ajustar o foco do trabalho. Portanto, embora não me considere um violonista erudito, tenho muitos pontos em comum com esta escola.

Pergunta: você compôs uma série de Estudos para violão?

Ulisses Rocha: sim. Compus uma série de "Dez Estudos para Violão". Um trabalho direcionado para o mundo do violão erudito.

Pergunta: como surgiu a composição em sua vida?

Ulisses Rocha: na verdade, comecei a compor sobre a influência de um amigo de infância, o Nico Rezende. Eu tocava o violão, mas não tinha o domínio musical. Já o Nico sabia tocar, harmonizar, era algo impressionante o seu conhecimento. Como convivíamos muito, aquilo passou a me "incomodar" e gerou uma competitividade sadia. Foi por isso que decidi compor. Não tinha uma regra ou técnica, era tentativa e erro. Neste momento, o hábito de tirar música de ouvido tornou-se muito importante, pois desenvolveu um senso natural. Não teve um processo técnico por trás disso.

Pergunta: e chegou a estudar composição numa Faculdade de Música?

Ulisses Rocha: durante a Faculdade de Música aprendi apenas a parte teórica da composição, pois já tinha visto tudo aquilo na prática. Em função disto, posteriormente fui dispensado das aulas.

Pergunta: atualmente você também se dedica a dar aulas de violão?

Ulisses Rocha: sim, sempre dei aulas. Logo que deixei a Faculdade de Agronomia, e voltei para São Paulo, fiz um pacto com meu pai, preocupado com o fato de ter um filho músico: comecei a dar aulas e tocar à noite.

Descobri a vocação de professor e aos poucos os alunos começaram a me procurar. Isso tornou-se uma forma de vida que continuo seguindo até hoje. Nos últimos 13 anos tenho me dedicado à Universidade de Campinas (a UNICAMP), onde leciono atualmente. Então, ministrar aulas é uma coisa que vai me acompanhar para o resto da vida. Não tenho como me desvencilhar disso, é pura vocação.

Pergunta: além das aulas e apresentações, que outra atividade está exercendo?

Ulisses Rocha: faço também coordenações de eventos ligados ao violão, como cursos e coisas do gênero. Mas são atividades esporádicas. Fora isso, também gravo meus trabalhos e este ano lanço o nono CD.

Pergunta: qual conselho você daria aos estudantes de violão?

Ulisses Rocha: o importante é conseguir um bom professor. Aprender violão sozinho, em pouco tempo, é a coisa mais errada que existe. Você deve estudar com um bom professor e curtir o aprendizado. Todo mundo que deseja aprender em pouco tempo e sozinho não sai do lugar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Ulisses Rocha acabou de voltar de uma turnê na Alemanha e já tem vídeo. A música se chama Teu Sorriso e é de autoria do próprio Ulisses.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou grande fã do Ulisses e os 10 estudos são um material excelente para criar variantes técnicas. Cara inteligente, equilibrado, sem papagaiada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×