Jump to content
Sign in to follow this  
edthomas

Problemão com meu violão

Recommended Posts

Vejam que surpresa desagradável :icon_eek: :

Sábado, abri o case de meu violão e deparei-me com todas as cordas frouxas. Dei uma olhada detida e constatei que o cavalete se descolou e ainda arrancou um pedaço do tampo.

Liguei para o luthier e já mandei o violão para ele. Vamos ver o que ele fala. Tomara que não venha outra surpresa por aí!

O problema é que agora só tenho o meu C1/1977 - uma relíquia que eu não gosto de ficar usando.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sou luthier, mas posso te passar a minha experiência pessoal.

Tive um violão que o cavalete descolou, mas sem danificar o tampo.

A solução dada pelo luthier que o reformou foi a colocação de dois pinos no cavalete, atarraxados por dentro.

Assim, aguenta bem melhor a pressão das cordas.

No meu caso, decorreu de o tampo ser muito fino e ter trabalhado com a pressão das cordas.

Esta mesma solução foi utilizada no violão de 12 cordas de um conhecido meu.

Não ha´maiores problemas para solucionar.

Vejam que surpresa desagradável :icon_eek: :

Sábado, abri o case de meu violão e deparei-me com todas as cordas frouxas. Dei uma olhada detida e constatei que o cavalete se descolou e ainda arrancou um pedaço do tampo.

Liguei para o luthier e já mandei o violão para ele. Vamos ver o que ele fala. Tomara que não venha outra surpresa por aí!

O problema é que agora só tenho o meu C1/1977 - uma relíquia que eu não gosto de ficar usando.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vejam que surpresa desagradável :icon_eek: :

Sábado, abri o case de meu violão e deparei-me com todas as cordas frouxas. Dei uma olhada detida e constatei que o cavalete se descolou e ainda arrancou um pedaço do tampo.

Liguei para o luthier e já mandei o violão para ele. Vamos ver o que ele fala. Tomara que não venha outra surpresa por aí!

O problema é que agora só tenho o meu C1/1977 - uma relíquia que eu não gosto de ficar usando.

:thumbsup: Edgard, normalmente o cavalete é projetado e colado pra suportar determinada tensão de cordas. Você estaria usando um encordoamento de tensão muito elevada? Ou simplesmente foi falha no processo de colagem do cavalete? Eu creio que este não deva ser um reparo de grande complexidade. Logo logo seu violão estará como novo, novamente. :thumbsupsmiley:

Share this post


Link to post
Share on other sites

A princípio, se o luthier não fez nenhuma restrição a tensões de encordoamento, acredito que qualquer violão deveria suportar a tensão de cordas tensão alta ou mesmo extra alta, por exemplo.

Mas como em qualquer processo ou produto, falhas acontecem e às vezes não podem ser evitadas ou previstas.

O que vai contar agora é a solução dada pelo luthier.

Vale lembrar que o meu antigo Zabotto teve um princípio de descolamento no cavalete, na parte de trás. Não chegou a arrancar e só soltou na parte central, porém no processo de descolar o cavalete para o reparo o tampo trincou, na oficina mesmo. Ele me ligou e pediu pra ir até lá.

Me disse o que acontecera, arrumou o trincado pra eu continuar usando-o provisoriamente e fez um violão totalmente novo, que é o que estou atualmente.

Acho que essa foi uma atitude extremamente profissional que mostra que ninguém está imune a acidentes, mas o modo como você lida com eles faz uma diferença enorme.

Esse violão foi dado de presente pro rapaz que trabalha com ele, o Thiago, inclusive, sendo que não percebi nenhuma perda sonora com a trinca.

Edgard, uma pena realmente esse imprevisto, imagino a tristeza que deve ter sido ver o bicinho assim. Torçamos agora para que tudo saia bem.

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pela força, meus amigos.

Eu só uso cordas com tensão extra alta, mas foi por recomendação do luthier. Estou certo de que ele vai dar uma solução honesta e a contento.

Vamos aguardar.

Mas, Guto, o susto foi muito grande quando eu vi as cordas daquele jeito, dentro do case, sem ninguém mexer - o case é trancado (hehe).

:thumbsup:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma coisa que pode ter acontecido é o fato de calor excessivo ter amolecido a cola (eu por exemplo uso uma cola de base animal que amolece com calor e umidade) ou algum elemento do tampo ter descolado ou quebrado e o mesmo ter empenado com a ação das cordas, ocasionando o desprendimento do cavalete com um pedaço do tampo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Mas, Guto, o susto foi muito grande quando eu vi as cordas daquele jeito, dentro do case, sem ninguém mexer - o case é trancado (hehe).

:thumbsup:

Imagino, rapaz, imagino mesmo.

Eu já fiquei louco da vida (comigo mesmo) porque fui mudar o case de lugar e esqueci de trancá-lo.

O violão Zabotto caiu com o tampo em cima de uma das travas da tampa, pegou perto da emenda com a lateral. Ficou uma boa marca.

Só imagino o que é ver um cavalete arrancado...

Acho que o Eugenio teve a experiência de ver um cavalete voando pelos ares, quando este descolou com o violão em suas mãos. Se não me engano foi um estrondo!

Me corrija se estiver enganado, Eugenio.

Mas no final tudo se resolve, fique tranquilo.

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...