Jump to content
Sign in to follow this  
França

Tampo de Abeto

Recommended Posts

Pessoal, meu violão é tampo de cedro, e tive a oportunidade de experimental um com tampo de Abeto (o chamado tambem de pinho), e o que verifiquei é que o de abeto seria mais ideal para estudar clássico, devido à sua sonoridade mais rica, menos uniforme e vertical, com mais colorido, sustain e harmônicos, o que vocês acham ? já tinha ouvido mesmo falar que pra estudar clássico esse seria melhor, e minha impressão tambem veio corroborar essa idéia. Faz sentido ?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na prática, o número de solistas de destaque no violão clássico usando cedro hoje em dia é enorme, e a lista talvez seja maior do lado do cedro que do pinho: Manuel Barrueco, Eliot Fisk, John Williams, David Russell, Yamashita, etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem umas discussões infinitas sobre essa dualidade. O que eu tirei de tudo que já vi e li é que é pessoal. Pode ir até nas densidades, voltar pela idade das madeiras, mas no fim das contas é se o cara acha mais bonito x ou y. O pinho tende a amadurecer e ficar mais bonito com o tempo (a grosso modo) então varia mais a sonoridade, mas não adianta de nada se o violonista não souber como explorar ela.

Meu sete cordas será de pinho e os relatos que ouvi sobre essa combinação são super positivos (inclusive me levaram à decidir por pinho também).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso talvez seja mais mito, mas, concordo com França que os de spruce ou pinho ou abeto rsrsr, tem mais coloridos, mais harmônicos e o sustein é maior, tanto que quando vc toca uma música com levadas, batidas, ele embola, o que não ocorre com o cedro. Essas conclusões tirei de meus filhos, quer dizer violões rsrsrs, um de Spruce e outro de Cedar.

França, qual o seu violão?

Abs

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Cesar, meu violão é um Jo Nunes, tampo de cedro, que comprei no Rio na luthier e cia. em 2004. Comprei numa promoção de final de ano, o violão custava 7.400 e comprei por 5.400, foi coisa de papai noel mesmo rsrsrsrsr

Rocha, eu tambem já ouvi isso, que o abeto demora mais pra amadurecer, o meu de cedro estabilizou em menos de um ano, a sonoridade continua muito boa, excelente, estou satisfeitíssimo ate hoje, mas seria melhor ainda tambem ter um de abeto, e estou me preparando pra isso ($$$$), e aproveitando esse assunto, gostaria de saber de vocês, tambem de Eugênio, que deve estar por dentro, se o Sergio Abreu só constroi violão com tampo de Abeto...

Estou querendo partir pra um Sergio Abreu, mas a fila de espera deve estar em mais de um ano :sleepysmiley03: , daí pode ser um usado mesmo, sempre sonhei com um violão desse e nunca tive a felicidade de experimentar, mas estou me preparando pra partir pra um Abreu, e ficar com um de cedro e outro de abeto.

Ah, se puderem me falar da sonoridade do Abreu eu agradeceria muuuuuuuito.

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

o Sérgio SÓ trabalha com Pinho até onde eu sei, justamente nessa linha também, ele gosta muito mais da sonoridade, disse até numa entrevista que o cedro se parece com plástico risadinha.gifrisadinha.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rocha, com todo respeito que eu tenho ao Sergio, e por toda sua brillhante trajetória no Duo que teve com o Eduardo, eu discordo veementemente. O Cedro tem suas qualidades tambem, e o que mais me apaixona no cedro são seus baixos belíssimos, profundos e graves, Já nesse ponto o de abeto não ganha do cedro. Mas, gosto é gosto. Mas falar em plástico ????

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi uma brincadeiras daquela que a gente faz quando radicaliza ou leva ao extremo o comentário pra poder mostrar a diferença. Eu pelo menos entendi assim, ele falou rindo. No fim das contas foi pra mostrar a preferência dele pelo pinho, que também não é necessariamente a opinião de todos os violonistas ou verdade absoluta, é como você mesmo disse, gosto é gosto. Eu mesmo acho que o que MAIS influencia no resultado final é o cara tocando e não se é pinho ou cedro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi uma brincadeiras daquela que a gente faz quando radicaliza ou leva ao extremo o comentário pra poder mostrar a diferença. Eu pelo menos entendi assim, ele falou rindo. No fim das contas foi pra mostrar a preferência dele pelo pinho, que também não é necessariamente a opinião de todos os violonistas ou verdade absoluta, é como você mesmo disse, gosto é gosto. Eu mesmo acho que o que MAIS influencia no resultado final é o cara tocando e não se é pinho ou cedro.

Ah. bom...

Rocha, concordo com você totalmente que o que mais influencia no resultado final é aquela peça que se encontra atrás do violão.

Agora, meu caro Rocha, um bom violão ajuda pra cacete, E acho tambem que a música clássica tem algumas nuances que soam melhor num violão à altura. Um bom vibrato, um bom trinado, um bom harmônico em todas as casas, claros e audíveis, são detalhes que o choro, por exemplo não exige de um violão, que uma bossa-nova não exige de um violão, enfim, é assim que penso. Eu adoro popular, sempre adorei, mas depois que eu conheci a música clássica pra violão eu passei a ter uma visão diferente desse instrumento.

Mas eu curto tudo de violão, até cego tocando num arame amarrado na lata.

Abços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa história do cedro e do plástico foram palavras do próprio SA. Ele realmente acredita num tipo específico de sonoridade, e estabeleceu como meta criar o violão que ele gostaria de ter tido na época de concertista. É o parâmetro dele, perfeitamente válido, e que dá certo. Outros luthiers usam parâmetros muito diferentes e também dão igualmente certo.

O que eu não concordo nesses debates é o estereótipo do cedro como algo inferior ou que é voltado ao popular, isso é um engano. Bossa-nova nasceu em violões de pinho, artistas como João Bosco, Gilberto Gil e Luiz Brasil são fiéis ao pinho quando tocam puramente acústico. E conforme na lista anterior, o violão clássico está cheio de adeptos do cedro, e eu mencionei gente que tem um som extremamente rico e bem bem detalhado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...