Jump to content
Sign in to follow this  
Márcio Ronei

Violão "fechado"

Recommended Posts

A presença de unhas no universo do violão erudito é fundamental, tendo em vista diversos fatores como velocidade e timbre, só pra enumerar alguns.

A falta delas não implica necessariamente em falta de dinamica e pegada. Veja, existem muitos violonistas excepcionais que tocam/tocavam sem unhas: Toquinho, Paulinho Nogueira, dizem que o Bonfá, e não esqueçamos de Francisco Tárrega.

Acho que a ausência de unhas escurece um pouco o som sim, deixa ele meio apagado. De repente isso seja um dos fatores para esse resultado, mas não o determinante. Temos ainda a questão de madeiras, cordas e suas tensões, região de toque e etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A thomastik Eh uma das fabricas mais tradicionais que conheco de cordas para instrumentos inclusive classicos, com sede em Viena . esse encordoamento vc encontra no Brasil sim e quem usava dele era Paulinho Nogueira.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse Thomastik que o Nacev fala é o famoso 'superlona'. Eu não gosto dele exatamente por essa característica no som.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Me parece que vc tá certo sim, Jorge, parece ser o que procuro! Me desculpem peal falta de conhecimento, mas será que alguém pode postar pra mim um link com o nome completo desse modelo da thomastik? Quero anotar certinho pra não correr o risco de comprar errado, pois suponho nao ser das mais baratas...!

E sobre os vídeos do Rob, o que acharam? Escrevi pra ele e ele me respondeu no mesmo dia. confirmou que nao usa unhas e que essa é a sonoridade que ele busca.

Agora, gostaria de fazer uma pergunta bastante subjetiva e especulativa: vcs acham que essa sonoridade que eu tenho referenciado (inclusivo nos vídeos do Rob M.) pode funcionar bem para Bossa, por exemplo? A mim, parece que sim. Me parece possível montar uma apresentação de qualidade e boa execução, usando cordas específicas e mesmo a ausência de unhas (meu professor é que não vai gostar nada nada disso...!

Rb Paiva eh exatamente o que Ronei procura.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Márcio, acho que essa sonoridade não é determinada fundamentalmente pelo toque sem unhas. Acredito que a corda tenha grande contribuição. O violão me parece ser "usual", sem alguma característica distinta.

Toco sem unhas, sempre toquei assim. Realmente o timbre é um pouco diferente, mas nada que chame a atenção . Eu até gosto da sonoridade. Sou amador, o toque sem unhas nunca impediu que tocasse uma peça (estou muito satisfeito com o meu repertório). Talvez isso possa ser um problema para um profissional...

Se conseguir um tempo vou fazer uma gravação e postar aqui. Há muito estou querendo fazer isso, mas depois que minha filha nasceu tá difícil.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Márcio, de acordo com os vídeos que você postou, esse timbre que você gostou é produzido por uma combinaçao de uso de cordas de tripa com toque sem unha.

Cordas de tripa têm várias desvantagens em relação ao nylon:

  • Menor durabilidade
  • Afinação mais sensível a variações de temperatura
  • Preço mais alto
  • Disponibilidade muito mais limitada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Valeu pelo toque, Eugênio. A propósito, lhe enviei MP sobre tarraxas para 7c. Quando tiver um tempo, agradeço se puder responder. Abraço, Márcio.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...