Jump to content
Sign in to follow this  
rcandro

Lamentos do Morro - voltando a estudar violão

Recommended Posts

Caramba, o final tá lindo! Vou ter que roubar esse final também Renato, hahaha.

Ah, não sei, vou pensar se eu deixo. O que vem em troca? :wub:

Gostaria de ouvir o Renato tocando uma música minha... será que rola?

Até rola, mas você já sabe que eu mexo em tudo. Por isso que mexo em música de gente que não está mais aqui. Assim ninguém reclama. Só se for por psicografia. :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caramba, muito legal, nem tenho elogios pra acrescentar além dos que a turma já citou. :41:

Eu só tenho uma pergunta: porque a opção de tirar a alzapúa ou o p-i? Posso estar enganado, mas esse baixo pedal foi uma das coisas mais inovadoras que o Garoto trouxe para o violão brasileiro na época.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu tô ligado... :thumbsup:

Mas a pergunta era menos sobre a técnica e mais sobre a função de pedal na música, do jeito que o Renato articulou quebrou um pouco da função do baixo, seja com pi ou pp.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pô Renato, depois desse emoticon eu não quero mais não, deixa pra lá...

Fresco

Eu tô ligado... :thumbsup:

Mas a pergunta era menos sobre a técnica e mais sobre a função de pedal na música, do jeito que o Renato articulou quebrou um pouco da função do baixo, seja com pi ou pp.

Oi Eugênio,

A denominação baixo pedal tem fundamento harmônico. Existe pedal de tônica e pedal de dominante (como nessa música) o fato de você alterar o ritmo dele não altera a função.

Tanto que o usei na introdução que criei servindo de base para uma escala octatônica, depois usei o baixo em lá como base para uma escala hexafônica como pedal de dominante para voltar a ré e iniciar a parte ritmada que já é característica da peça. :guitar:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oi Renato, acho que eu elaborei mal a minha pergunta, mas você acabou respondendo, mesmo assim.

O baixo de introdução dessa música eu vejo como tendo uma função mais percussiva do que harmônica, o Garoto faz uma batucada no início e depois, obviamente ele faz o desenvolvimento harmônico, mas sempre tentando manter os baixos bem "gordos" e percussivos. Minha impressão foi que ao deslocar uma das notas que pertenceriam ao baixo para o dedo indicador, você acabou "emagrecendo" um pouco o efeito, e eu fiquei curioso pra entender o motivo. Mas como eu disse no início do post, acho que você respondeu!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei muito! Ficou muito elegante, fluido, bem tocado.

Como o Eugenio, acho que os baixos repetidos tem uma função de batucada aí. Mas não senti falta na versão do Renato. Achei que ficou percussivo o suficiente e casou bem com resto do arranjo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...