Jump to content
roger l bieberbach filho

Violões de loja

Recommended Posts

Boa tarde gente, hoje tive que dar uma fugidinha na hora do expediente, e acabei passando em frente a uma loja de instrumentos musicais, na verdade uma delas, pois tem várias pelo Brasil. Tinhas uns minutinhos e aproveitei pra dar uma alugada no vendedor, um cara bacana que toca violão de Nylon no estilo gaúcho.

Pedi pra dar uma olhada no que tinha, um takamine gc3 cutaway, um takamine mais simples, um yamaha c-45 e um c-80. Além disso tinh um tal de roos, que é estranho, parece que é papelão ou eucatex, sei lá... mas enfim.

O preço, eu só vi depois de tocar... esse takamine gc3... R$2499!!!! o Yamaha c-80... R$899!!!

cara, não acreditei... sinceramente. Sei que o violão vai abrir, que o rastilho é de plástico, cordas podres, mas sinceramente, desse jeito, um luthier tem que cobrar 10 mil mesmo!!

Eu tenho um del vecchio modelo audição, que o Polegário trocou a escala por uma de ébano, que afinasse. Ficou excelente. É laminado, não dá pra comparar, é outro nível, já está velho e tal, mas já entrei (em outras épocas) em lojas e toquei violões que me deu vontade de comprar na hora.

Siceramente, seu eu fosse comprar um violão hoje, correria para os usados. Desculpa se alguém aqui tem loja e tal, e se alguém tiver os referidos instrumentos, não se ofenda. Até que gostei deles, são bonitos e tal. Mas está muito caro.

desculpem a aporrinhação,mais alguém está sentindo isso? sei que uma cidade do interior vai ter preços mais caros que uma capital, mas tão caro por algo que não vale tudo isso?

um bom fim de semana!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu pensei que um violão na faixa de $900 fosse considerado razoável para alguém que está um passo a frente do iniciante.

Dentro da faixa de preço mais popular, o Yamaha costuma ser uma boa opção.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, pode ser que esteja me assustando um pouco com o preço, sei lá, meio desatualizado.

Hoje li um tópico inteiro no violao.org sobre mercado, deu uma confusão danada sobre o mercado dos violões de luthier, já tinha lido na época e reli hoje. Coincidentemente, acabei indo até a loja. Achei que o c-80 poderia custar um 600 reais, levando em consideração que nossa moeda está desvalorizada. Mas o takamine, achei descabido para nossa realidade. Um violão bem acabado e tal, mas em minha humilde opinião, acusticamente, perde e feio para um rozini 210 studio de no máximo 800 reais. com os reais de diferença. dá tranquilamente para comprar uma boa captação.

Será que não é hora da industria nacional se valorizar frente aos asiáticos, ou já não existe mais essa possibilidade (estou falando de violões)? ou não temos mais mão de obra especializada?

Agora era hora de uma rozini pegar um novo "Abreu" para fazer uns 500 violões especiais... jogar o nome da marca lá em cima...

Eugênio, acho que o tópico saiu meio na emoção. Mas fico pensando como pagamos caro por tão pouco aqui, em vários aspectos. Aí me decepciono um pouco.

é qua via yamahas cg pormenos de R$1000 há alguns anos... não vejo o preço tão aumentado fora.

Acho que me desatualizei mesmo...

um abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

É o contrário, com a alta do dólar os preços desses instrumentos sobem, afinal de contas são importados.

Takamine construiu um nome no Brasil. Tagima também.

Yamaha atira pra todos os lados, do mais simples ao mais incrementado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse takamine era eletro-acústico ou só acústico?

Um instrumento feito para ser eletro-acústico não vai ter tanta preocupação assim com o seu som desplugado, principalmente os violões de nylon.

Particularmente não curto Takamine. Prefiro os Yamaha.

Edited by Dilson

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em relação ao que o luthier tem que cobrar, vejo que para violões de nylon a diferença de um violão de luthier para um de fábrica é muito grande na qualidade, som etc etc.

Porém para violões de aço a diferença da qualidade do som é bem menor comparado aos de nylon. Não se justifica fazer um violão de aço com luthier na minha opinião.

Se for para gastar muito com um luthier, prefiro mil vezes comprar um Martin ou um Taylor.

E uso o mesmo raciocínio para violões eletro-acústicos.

Se o objetivo for tocar plugado, nunca pensaria num luthier.

Edited by Dilson

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei porque não consigo citar ninguém.

Eugênio, sei que sobe com o dólar. O que quis dizer é se não é hora do nacional se valorizar internamente, afinal, mesmo com a crise, me parece que o pessoal ainda está comprando, e pagando mais caro, não é?

Dilson, era com captador, como falei, não era tão ruim, mas 2500 reais? acho muito caro, e o que me abisma, é que se estão vendendo, é porque alguém ainda está comprando.

MAs.... a questão do nome da marca que vocês falaram, realmente, não havia percebido. Tenho comprado certas coisas sem atentar para a marca ultimamente, realmente, um takamine tem um nome forte no Brasil. Idem yamaha. Depois de um tempo, certas marcas não tem mais me seduzido e deixei passar em branco esse detalhe. Não posso nunca me esquecer disso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O nacional também é cheio de insumos importados, tarraxa, madeira, quase tudo vem de fora.

No violão de aço eu concordo com o Dilson, a lógica se inverte em relação a fábrica e luthier.

Mas mesmo assim eu encomendaria um violão de aço de luthier, aqui nos EUA eu vi uns 2 ou 3 de autor que realmente me chamaram muito a atenção.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ultimamente o único instrumento que eu encomendaria de autor seria uma guitarra archtop na linha do Benedetto.

Aqui no Brasil sai em média de uns 10 mil reais, nos EUA não sai por menos de 3 mil dólares.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ultimamente o único instrumento que eu encomendaria de autor seria uma guitarra archtop na linha do Benedetto.

Aqui no Brasil sai em média de uns 10 mil reais, nos EUA não sai por menos de 3 mil dólares.

Porquê? não está valendo a pena ou iria para os usados?

quanto a esse modelo, imgino que em uma possível revenda se venda por esse valor ou próximo disso? ou consegue mais?

O nacional também é cheio de insumos importados, tarraxa, madeira, quase tudo vem de fora.

Concordo contigo,mas ainda acho que poderia se fazer. A própria rozini entrega um violão todo maciço (spruce e jacarandá, mas não fala qual), com case, por 2100 reais fora frete. acho barato. Sinceramente, pelo que tenho tocado deles, inclusive os que não são acústicos totalmente maciços , estou pensando seriamente em adquirir um.

quanto aos de aço, não posso opinar. Até gosto de ouvir, dependendo de quem toca, mas não sou muito chegado em tocar.

Edited by Roger Luiz

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

×