Jump to content
Sign in to follow this  
CarlosEdu

João Gilberto e o processo de harmonia no Brasil

Recommended Posts

E o pior que tem gente que acredita.

Isso é um vídeo antigo que ele conta essa história em primeira pessoa, nota-se que o vídeo foi editado com fragmentos de outros áudios e vídeos.

Levar isso a sério é fruto do ódio cego que a sociedade brasileira vive hoje sem contar o reconhecimento da própria ignorância.

Tomara que o fórum mantenha uma discussão sadia que sempre tivemos, mesmo quando acalorada e divergente.

Se o fórum se assemelhar ao facebook e whatsapp nesse sentido eu prefiro não participar mais.....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chico Buarque sempre foi um piadista, espero que ninguém esteja levando isso a sério.

Ele usou um pseudônimo de Julinho da Adelaide no tempo da ditadura pra fazer as músicas passarem pelos censores.

Tinha gente que dizia que era o pai dele que escrevia as letras. Ele até hoje tira sarro disso.

Mesma coisa com essa história de escrever no feminino, diziam que era uma mulher que escrevia pra ele.

Isso mesmo Eu-Gênio rs, tenho 5 DVDs dele, e ele fala algo em um desses.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então, valeu sinalizar, preferir então retirar o vídeo; de cara a anos considerando Chico e Caetano os melhores letristas do Brasil depois de Jobim, tomei um choque quando vi o vídeo, ainda bem ser falso.

Trabalhei 6 anos com um patrão carioca, fanzaço de Chico, tinha mais de 15 CDs, certa feita fez um favor de emprestar-me, dali em diante conheci a grandeza de suas composições, inteligencia, o fato de dominar alguns idiomas, etc.Ele contava boas histórias e era fascinado por Chico.

Edited by CarlosEdu

Share this post


Link to post
Share on other sites

Chico e Caetano os melhores letristas do Brasil depois de Jobim

Rapaz, eu adoro o Tom como letrista, sou fã mesmo, mas acho que ninguém chega no nivel do Chico. Ele é simplesmente genial botando palavra nas músicas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Verdade Vinicius, assino embaixo, a anos, acompanhava a disputa saudável entre ele e Caetano com brincadeiras, tipo: "Chico me desculpe, mas eu sou melhor", aí Caetano vinha em outros trechinhos e dizia que Chico é melhor; mas se acompanhar a coisa desde a genesis, Chico pela forma descomunal de compor e colocar nas entrelinhas ou subliminar-mente seu real objeto como em "Cálice", "Construção", se percebermos a genialidade prática da música "cotidiano", "mulheres de atenas" etc.

Caetano: Alegria alegria, Sampa, poxa, acho "Vc é linda" um patrimonio, uma descrição mais que poética... Sem contar as composições para filmes, o fato de que Sandra de Sá e Tim Maia gravou Sozinho, e quando Caetano grava em apenas uma semana a marca de vendas foge o scrit rs.

Desculpem mas, esses caras sozinhos são genios, juntos uou; show anos dourados então, só quem assistiu sabe rs

Acho essa música sensacional

Edited by CarlosEdu

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eles na verdade, são maiores em certo ponto, porque? Por quê são originais, acordes, melodias e letras fora de série

Share this post


Link to post
Share on other sites

Às vezes eu tenho a impressão de que existe uma tentativa de "desmascarar" o João Gilberto ou mostrar que ele não inventou nada. Todo mundo vinha experimentando com batidas de samba na época, Garoto, Bonfá, Menescal, Lira, etc. João Gilberto foi o músico que tocou a forma que prevaleceu e padronizou tudo. João sempre foi fã de Bonfá e Garoto, grandes influências e inclusive já participou de projetos de resgate da obra de Garoto. Mas o mérito maior de João Gilberto estava na maneira como ele pensa as canções e o violão de acompanhamento.

Menescal e Lyra vieram depois do João. Quanto ao Bonfá, se conhecer uma gravação dele anterior a 1958 com acompanhamento de violão semelhante ao da bossa nova, peço que informe aqui.

Acho que ninguém discute se o padrão de violão bossa nova foi estabelecido pelo João Gilberto. Mas estabelecer é diferente de criar e é a criação que coloquei em discussão.

Dado que João Gilberto é apresentado como o criador da batida da bossa nova (vide, por exemplo, o livro do Ruy Castro), é natural que se procure verificar a veracidade dessa afirmação.

Luis Nassif fez uma afirmação contrária ao entendimento propagado e até hoje eu não soube de ninguém que tenha ouvido a citada gravação do Trio Surdina, comparado com a de Chega de Saudade do João e dito que o Nassif está enganado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso você encontra no primeiro disco de Chico Buarque. É quase uma cópia desavergonhada de João Gilberto. E Chico Buarque sempre foi um harmonizador de primeira, acho até que muito menos valorizado do que deveria.

Divisão rítmica é o terreno onde o Gil domina melhor que os outros da mesma geração, e ele bebe de 2 grandes fontes, a bossa-nova e os ritmos afro-brasileiros.

Mas o desenvolvimento da MPB é diferente da música clássica ou instrumental, o próprio Chico considera que depois de Pedro Pedreiro ele seguiu o próprio caminho e se desvencilhou da bossa-nova.

A divisão rítmica que João promove é no nível das nuances e na combinação voz/violão, bem diferente do Gil. Do mesmo jeito os voicings do João ao violão nem acho que sequer o Chico poderia imitar. De todo modo entendo que a coisa se renova e cada o faz de um jeito diferente e ao seu modo. Só não consigo enxergar essa influência ao menos nos aspectos que eu, particularmente, acho que o João foi interessante. O que o João fez, tanto faz se é muito ou se é pouco, só músicos instrumentistas fizeram igual, mas aí eu acho que é por desenvolvimento próprio e não por influência dele.

O desenvolvimento da música clássica também não tem uma orientação muito certa não. Por mais que certos grupos tentem puxar a sardinha histórica pro lado deles pra tentar mostrar que o que eles fazem era o que era pra ser feito no momento, inevitavelmente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

1961 o grande trunfo, a grande virada: Chega de Saudade (com a harmonia)

Os acordes marcados no vídeo estão errados. Muitas vezes o João escolhia tocar só duas ou três cordas ao invés de tocar o acorde cheio. Isso pode ser considerado um cuidado adicional na condução dos acordes. E apesar de não ser novidade hoje, talvez fosse na época.

primeiros-acordes-chega-de-saudade-joao-

Edited by Renato Candro

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

×